quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Capitão Wagner revela na AL: Camilo Santana admite que violência no Ceará está afastando investidores estrangeiros

Capitão Wagner 10Capitão Wagner cobrou do governo medidas urgentes para frear a criminalidade no Ceará
A grave situação de violência  que atinge Senador Pompeu (a  275Km de Fortaleza) e o total descaso da administração pública, foi motivo de uma reunião entre lideranças políticas e da sociedade civil daquele Município com a cúpula da Polícia Civil do Estado. Coube ao líder político Maurício Pinheiro a iniciativa de solicitar o encontro.
Conforme Maurição, assaltos, assassinatos de jovens e adultos, além do  tráfico de drogas hoje se tornaram um pesadelo para a população de Senador Pompeu, agravada pelo total descaso do prefeito e de sua equipe administrativa.
Diante de tudo isso, e em defesa da população que está desassistida pela Gestão Municipal,  Maurício reuniu os representantes da sociedade civil daquele Município num encontro com o Delegado Geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, e seus assessores diretos.
Participaram do encontro, além de Maurício Pinheiro, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Senador Pompeu, Clideval Pires; o presidente da Associação dos Criadores do Município, Valderi Magalhães; Natanel, advogado do Centro de Defesa da Pessoa Humana; e Juarez, da Igreja católica.
Pela Polícia Civil, além de Andrade Júnior, participaram do encontro o delegado geral adjunto, Marcus Vinícius Rattacaso; delegado Jaime Paula Pessoa Linhares, titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações; e Jocel Beserra Dantas, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI).
Sem medo
Os representantes fizeram um completo relato sobre os constantes casos de assassinatos por conta da disputa pelos pontos de vendas de drogas, o que tem gerado assassinatos de jovens e adolescentes.
“Estou muito preocupado com esta situação. O prefeito abandonou a Saúde, a Educação e a Segurança Pública de Senador Pompeu. Estamos sendo humilhados pela falta de autoridade. Vou enfrentar os bandidos e lutar por dignidade para o povo de Senador Pompeu. Não tenho medo de bandido”, disse Maurição após a reunião. 

Blog Fernando Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário