terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Esquema de venda ilegal de anabolizantes é desarticulado e seis suspeitos são presos

anabolizantes
Esteroides anabolizantes e suplementos de uso e venda proibidos no Brasil foram apreendidos com seis pessoas em duas ações desenvolvidas pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). As ofensivas, que foram efetuadas em dois dias e em cinco bairros pertencentes às Áreas Integradas de Segurança 1, 2 e 5 (AISs 1, 2 e 5), resultaram ainda na desativação de um laboratório de fabricação dos ilícitos e na apreensão de drogas sintéticas.

Os flagrantes ocorreram na última semana, nos dias 15 e 16, sendo efetuados pela Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), em conjunto com a Divisão Antissequestro, em continuidade às investigações realizadas no ano passado sobre o comércio ilegal de anabolizantes. Nenhum dos presos possuía antecedentes criminais e todos foram encaminhados à sede da DCTD. Ao todo, foram apreendidos mais de 200 frascos de cápsulas e comprimidos e 25 quilos das substâncias ilícitas que eram vendidas sem autorização; a quantia de R$ 2,6 mil; 65 comprimidos de ecstasy tipo MDMA; medicamentos diversos; aparelhos eletrônicos e celulares.
Flagrantes
O primeiro dos seis capturados foi Diogo Ferreira Siqueira Rolim (25), na última segunda-feira (15). As apurações policiais o apontaram como sendo um dos suspeitos de assumir o mercado ilícito deixado pelos que foram presos nas ações policiais anteriores. Diogo foi abordado em sua casa, na Rua Azevedo Bolão, bairro Parquelândia – AIS 1. Ao abrir a porta da residência e perceber a presença da Polícia, ele tentou trancá-la novamente e resistir à prisão, mas não conseguiu e foi capturado.

Após as buscas no imóvel, os policiais encontraram vasta quantidade de suplementos como proteínas e massas – todos sem nota fiscal e de origem desconhecida – além de frascos contendo tipos diferentes de substâncias anabolizantes. O material estava no quarto do suspeito e Diogo o vendia em sua residência, sem ter sido encontrado registro de órgão de vigilância.
Na saída da casa, em direção à viatura, os policiais se depararam com um homem identificado como Carlos Eduardo Pereira Freire (25) – também investigado pela especializada por envolvimento com o comércio das substâncias. Ele havia acabado de descer de um veículo com uma sacola na mão. Então, os policiais o abordaram e, na sacola, foram encontrados produtos cuja comercialização é proibida no Brasil. No veículo, os investigadores encontraram diversas caixas contendo mais dos produtos, sendo parte deles anabolizantes.
A dupla confirmou a proibição da venda do material. Eles foram autuados em flagrante com base no Artigo 273, por adulterar produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais. Diogo também foi autuado por opor-se à execução de ato legal, mediante violência ou ameaça a funcionário competente para executá-lo.
Ainda dando continuidade às diligências, no dia seguinte, 16, os policiais apreenderam outra quantidade de anabolizantes e desmontaram um laboratório das substâncias. Antes, as apurações levaram os policiais à casa de Jallyson Torres Machado (25), na Rua Dom Manuel de Medeiros, no Benfica – também AIS 1.
Ao abrir a porta e perceber a presença da Polícia, ele também tentou trancá-la, sem êxito. No local, os investigadores encontraram certa quantidade de esteróides anabolizantes. O suspeito confirmou que comercializava o material e ainda apontou quem seria os fornecedores dos produtos: o casal Francisco Jefferson de Sousa Nascimento (41) e Maria Valquíria Mesquita Lima (23).
Então, a composição policial foi até o endereço indicado, na Rua Oscar Araripe, bairro Bom Jardim – AIS 2. O imóvel se trata de uma residência e uma loja de suplementos. No local, os investigadores encontraram anabolizantes, sendo uma parte dentro do sofá e outra em uma mala atrás da caixa d’água, além de suplementos cujo uso é proibido no Brasil. O casal também assumiu que comercializava tanto os anabolizantes como os produtos não permitidos, confirmando que forneciam as substâncias para Jalysson.
O sexto preso se trata de Antônio Antenor Vieira Gomes (24), capturado em sua casa na Rua Sucupira, bairro Parque Genibau, AIS 2, após tentar empreender fuga. No imóvel, os investigadores encontraram mais anabolizantes e suplementos de uso proibido, além de material para fabricação dos ilícitos como balanças de precisão, rótulos e lacres de frascos diversos. Os materiais são indicativos de que ele se organizava para montar um laboratório de fabricação dos anabolizantes. Também foram encontradas na casa drogas sintéticas como ecstasy tipo MDMA e ketamina, além da quantia de R$ 1,4 mil.
Por fim, os policiais também foram a outro endereço fornecido por Jalysson como sendo seu: um apartamento na Rua Eduardo Angelim, bairro Montese, AIS 5. Lá, foram localizadas mais ampolas de anabolizantes.
Os quatro capturados também foram atuados por adulterar produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais e por associação criminosa. Antônio Antenor ainda foi autuado por tráfico de drogas e opor-se à execução de ato legal, mediante violência ou ameaça a funcionário competente para executá-lo.
Fonte: SSPDS
Via: Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário