segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Fevereiro teve somente 1/3 das chuvas registradas em janeiro de 2016

Mais de 100 açudes apresentam volume abaixo de 30% da capacidade total (FOTO: Divulgação)
As chuvas de fevereiro no Ceará foram 42% abaixo da média histórica. Segundo a Funceme, a estiagem deve se intensificar a partir de março
Enquanto o mês de janeiro de 2016 contou com volume de chuvas quase o dobro acima da média histórica, registrando o total de 192,8 mm, fevereiro apresentou queda significativa no volume de chuvas, de 65% em comparação com o primeiro mês deste ano.
De acordo com os dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o Ceará registrou neste mês 27,6 mm a menos de chuvas em relação ao mesmo período do ano passado. Se em fevereiro de 2015 a Funceme contabilizou o total de 96,3 mm, neste ano os registros são de apenas 68,7 mm.
Segundo o meteorologista da Funceme, Raúl Fritz, o mês de fevereiro de 2016 apresentou 42% de chuvas abaixo da média. Para ele, a situação de seca deve se intensificar já no próximo mês de março.
“Em janeiro deste ano, nós tivemos uma situação excepcional de chuvas. Agora, o prognóstico é de que o próximo trimestre seja de pouquíssimas precipitações. Em fevereiro de 2015, foi registrado 18,9% abaixo da média do mês, nesse ano nós registramos cerca de 42% de chuvas abaixo da média mensal estipulada”, alerta. 
Para o especialista, a situação de seca deve ser mais evidente nos meses de abril e maio, devido a influência do fenômeno El Niño. No entanto, nada impede que essa influência seja percebida ainda no mês de março.
Conforme o relatório de monitoramento diário dos açudes do Estado, realizado pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), apenas cinco açudes estão com volume acima de 90% e 129 açudes do Ceará estão com volume inferior a 30% da capacidade total.
Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário