sábado, 20 de fevereiro de 2016

Grupo fortemente armado tenta explodir banco em Madalena, mas explosivos falham

Um grupo formado por cerca de 15 homens invadiu e tentou explodir uma agência do Banco do Brasil, na madrugada desta sexta-feira, 19, em Madalena, 186, 5 km de Fortaleza. Com armamento de grosso calibre, eles quebraram as portas de vidro do local, mas não conseguiram violar os caixas eletrônicos porque os explosivos utilizados falharam.

Segundo a Polícia Militar do município, o ataque ocorreu por volta de 1 hora da manhã, quando o grupo invadiu a agência bancária. No chão do estabelecimento, foram encontradas cápsulas deflagradas de munição de fuzis calibres 765 e 556, além de cartuchos de espingarda calibre 12. “Os populares repassaram que eles atiraram nas vidraças e fizeram um vigilante da rua refém quando viram que os explosivos não detonaram", detalhou o soldado Antônio Silva Sousa, da PM de Madalena. 

O refém contou à PM que foi liberado rapidamente, próximo à entrada do banco. Os suspeitos teriam fugido em duas camionetes do tipo Hillux e dois carros modelo Corolla, em direção ao município de Quixeramobim. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi ao local, por volta das 4 horas, para desativar os artefatos.

A PM de Madalena realiza buscas na região, e foi solicitado apoio dos destacamentos de cidades vizinhas, como Boa Viagem e Canindé, além do Comando Tático Rural (Cotar). Até o momento, ninguém foi preso. 

Ataques a bancos
Com a ação desta manhã, sobe para quatro o número de ataques a bancos, em 2016, no Ceará. Os números são de levantamento do O POVO Online, com base nos dados do Sindicato dos Bancários do Estado.
A terceira ação contra instituição bancária registrada neste foi registrada no dia 10 de fevereiro. Na ocasião, o cofre do Banco do Brasil de Cariús foi arrombado durante o feriado de Carnaval, mas os funcionários só notaram na quarta-feira de Cinzas.O primeiro caso foi registrado no dia 1º de fevereiro, quando o Banco do Brasil do município de Farias Brito foi arrombado. No dia 4 deste mês, um grupo assaltou uma agência do Banco do Brasil de Novo Oriente. Os assaltantes ainda fizeram clientes e funcionários reféns por cerca de 40 minutos.
Além desses ataques, duas saidinhas bancárias no bairro Benfica, em Fortaleza, foram registradas no dia 2 de fevereiro. Na primeira, uma dupla levou 4 mil de um homem que foi abordado em uma parada de ônibus da 13 de Maio, logo após saque no Santander.  Minutos depois, outro homem foi abordado quando saía do Banco do Brasil na mesma avenida. 
O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário