segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

PRF aguarda aval para preencher 3 mil vagas

Do total, 1.500 postos aguardam autorização do Planejamento. Outros 1.500 tramitam no Congresso.

Solicitação para abertura de 1.500 vagas de policial rodoviário foi enviada ao Planejamento.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) pretende ampliar o número de efetivos em seu quadro de pessoal. Pelo menos 3 mil novas vagas estão sendo pleiteadas pelo órgão, em cargos de nível médio e superior. São pelo menos dois pedidos, com 1.500 postos cada. Saiba mais: 

Policial rodoviário 

No início do ano, a PRF encaminhou nova solicitação para o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), reforçando pedido de autorização para novo concurso público, com o objetivo de preencher 1.500 vagas para o cargo de policial rodoviário. 

A seleção estava prevista para ocorrer em 2015. Porém, com as medidas anunciadas em setembro pelo governo federal, no sentido de promover cortes no orçamento, a autorização por parte do Ministério acabou não ocorrendo. Agora, a expectativa é de que a seleção seja considerada no orçamento para o próximo ano. A realização do concurso é imprescindível, uma vez que há grande necessidade de pessoal. 

Para concorrer ao cargo é requisito nível superior completo em qualquer área de formação e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) a partir da categoria "B". 

A remuneração inicial vigente corresponde a R$ 6.719,91 para jornadas de trabalho de 40 horas semanais. No decorrer do exercício profissional, os servidores contam com melhorias salariais. 

Demais cargos 

No dia 31 de dezembro de 2015, foi enviado ao Congresso Nacional o Projeto de Lei 4253/2015, que visa à criação de vagas em diversos órgãos federais. No caso da PRF a ampliação prevista é de 1.500 oportunidades que, uma vez aprovadas, deverão ser preenchidas por meio de novos concursos públicos. Destas, 455 são para o cargo de agente administrativo, com exigência apenas de ensino médio, e 1.045 para nível superior em três carreiras. 

Para as 455 vagas de agente, com exigência de ensino médio, a remuneração inicial é de R$ 4.270.77, considerando o salário de R$ 3.812,77 e vale-alimentação de R$ 458. 

Para nível superior, do total de oportunidades, 995 serão para o novo cargo de analista técnico administrativo, 27 para engenheiros e 23 para estatísticos. Para estas opções, o salário será de R$ 5.027,72, já considerando o inicial de R$ 4.569,72 e o vale-alimentação.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário