quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Grupo assalta banco em Novo Oriente e leva reféns durante a fuga

banco_010
Homens armados invadiram uma agência do Banco do Brasil em Novo Oriente, a 397 km de Fortaleza, fizeram reféns e fugiram com o dinheiro do caixa eletrônico. A ação foi registrada na manhã desta quinta-feira (4). Ninguém foi preso até o momento.
O grupo chegou à agência por volta de 8h30 em um carro de cor prata, com placa do Piauí, segundo o subtenente Francisco Oliveira, comandante do destacamento de Nova Oriente.
Foram feitas reféns as pessoas que estavam no banco. “Chegaram armados, com fuzis e pistolas. A ação foi como em outras já registradas no interior: pegam reféns, botam em frente ao banco, enquanto fazem o assalto. Então levam os reféns, até que liberam e fogem da cidade. É período de pagamento, chama mais atenção”, descreveu o policial.
Fuga para Tauá
A ação, acrescentou, durou entre 30 e 40 minutos. O grupo fugiu pela CE-187, sentido de Tauá, de acordo com o subtenente Oliveira. Diligências na região estão sendo realizadas para localizar os suspeitos.
O subtenente não informou quantas pessoas ficaram reféns nem a quantia roubada. Segundo a Polícia Militar, a agência não foi danificada. “Trabalho no município há oito meses, ainda não tinha acontecido assalto a banco. Estava tranquilo”, contou.
Perseguição
Policiais militares (PMs) estão neste momento realizando uma perseguição, a carro, a quatro homens que assaltaram a agência do Banco do Brasil em Novo Oriente (Sertão dos Crateús). O grupo mantém reféns no veículo modelo Toyota Hilux, de cor prata, que usa na fuga. Dois helicópteros da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) são usados pela PM na ação.
De acordo com o responsável pela Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14), tenente-coronel Cavalcante, dois homens anunciaram o assalto na agência, enquanto os outros dois mantinham uma “corrente humana” fora do banco para proporcionar a fuga — impedindo possíveis disparos dos policiais. Os homens estariam armados com pistolas e uma escopeta calibre 12. Dois outros carros prestavam auxílio à ação, tendo sido encontrados incendiados em estradas da região.
Após 40 minutos esperando a abertura do cofre, os criminosos saíram da agência. A polícia ainda não sabe se eles conseguiram ter acesso ao dinheiro. Não houve tiroteio, conforme o oficial. A operação conta com reforços de policiais do 7º Batalhão de Polícia Milita (7º BPM), de Crateús.
Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário