segunda-feira, 7 de março de 2016

Crianças e adolescentes participavam de orgia em festa num buffet na Barra do Ceará

Segunda-feira 7.3.2016 253
Crianças foram resgatadas da situaçlão de exploração e consumo de drogas no buffet
Segunda-feira 7.3.2016 250
Bebidas e drogas foram apreendidos durante a operação da Dececa
Segunda-feira 7.3.2016 248
Um produto químico para retirada de respingos de solda era consumido pelos menores como "loló"
Segunda-feira 7.3.2016 257
O ingresso da festa já indicava o que iria acontecer; uma orgia
Uma denúncia recebida pela Polícia Civil, na última sexta-feira (4), levou a equipe da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa) a fechar um buffet onde todos nos fins de semana ocorriam festas regadas a drogas, bebidas e sexo entre menores. Adolescentes e até crianças tinham acesso ao local onde podem beber e se drogar on quanto quisessem. Uma pessoa acabou presa.
O local onde as festas aconteciam era o “Flower Kid Buffet”, localizado na Avenida Senador Robert Kennedy, 236, na comunidade Goiabeiras, na Barra do Ceará (zona Oeste da Capital). Quando os inspetores da Dece conseguiram entrar no local, se depararam com cenas dantescas.
Crianças e adolescentes se drogando, ingerindo bebidas alcoólicas como cachaça, uísque e vodka, além de se drogarem com pedras de crack, maconha e até um solvente reparador de pingos de solda, altamente tóxico e cujo odor é parecido à “loló”, que também acusa efeito alucinógeno.  “Nos banheiros eles faziam sexo e ingeriam drogas. No meio da festa a bebida era consumida livremente”, contou um dos policiais que participaram da operação.  
Um DJ era contratado para a festa. Nos ingressos para o evento, que custava apenas R$ 10,00, a indicação de a festa foi batizada de “Orgia Fest 1.0”.
O organizado da festa acabou sendo preso em flagrante. Várias crianças de até 11 anos, e adolescentes foram conduzidos à Dececa para serem ouvidos na condição de vítimas da exploração.  Nenhum deles estava acompanhado de pais ou responsáveis. Mas, foi só a notícia se espalhar pela comunidade das Goiabeiras sobre a ação da Polícia, que muitas mães, tios e outros responsáveis apareceram para dizer que não sabiam que os menores estavam no buffet usando drogas.
Do lado de foram, outras dezenas de jovens tentaram impedir o trabalho da equipe da Dececa, que teve que pedir o apoio da Polícia Militar para complementar a missão.  A delegada Ivana Timbó deverá instaurar inquérito sobre o caso.

Blog Fernando Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário