sexta-feira, 8 de abril de 2016

Governo do Estado apresenta novas viaturas do Ronda do Quarteirão

FOTO: LEVI DE FREITAS/ DN
O Governo do Estado do Ceará apresentou na manhã desta sexta-feira (8) as novas viaturas do programa Ronda do Quarteirão, reformulado na gestão de Camilo Santana. Foram apresentados 26 novos veículos. A aquisição dos automóveis, modelo Renault Duster, custaram, cada um, R$ 53 mil reais e serão entregues ao comando da Polícia Militar.

Os carros passarão a circular em pontos estratégicos da cidade. Na Via Expressa, por exemplo, haverá uma com três policiais em cada cruzamento, segundo informou o Relações Públicas da PM, Cel. Andrade. Ao todo, são 30 viaturas. As outras quatro já estão na Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) do Vicente Pinzon.
Os novos modelos, que serão utilizados juntamente com as Hiluxs compradas na Gestão de Cid Gomes, foram anunciados em julho de 2015. Na ocasião, o governo divulgou que compraria 30 unidades do Duster no valor total de R$ 1,59 milhão.
Junto às viaturas foram adquiridas 15 vans Renault Master completas, adaptadas para atendimento ao público. Cada uma destas custou R$ 140 mil, num investimento total de R$ 2,1 milhões. Com isso, o governo desembolsou, no total, ia de R$ 3,69 milhões para adquirir 45 veículos.
A reformulação do programa Ronda do Quarteirão inclui, além das novas viaturas, a readequação das Áreas Integradas de Segurança (AIS) de Fortaleza, que deverão ser ampliadas para 10. Atualmente são 6. Outra mudança esperada é o registro de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP), em que serão computados dados de roubos, exceto latrocínios, no Estado.
As viaturas foram apresentadas durante a reunião do comitê de governança do Pacto por um Ceará Pacífico, no Palácio Abolição. A reunião é comandada pelo governador Camilo e pela vice Izolda Cela, e conta com a participação do presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque; da presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, Iracema Vale e do prefeito Roberto Cláudio, além de outras autoridades políticas e da sociedade civil.
Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário