domingo, 10 de abril de 2016

Ladrões levam as armas de três PMs no mesmo local onde um colega de farda foi assaltado e morto

Glock
Bandidos ainda não identificados  furtaram as armas de fogo de três policiais militares na manhã deste sábado, em Fortaleza. O ataque ocorreu quando os militares,  pertencentes ao Núcleo de Policiamento Comunitário  (NPC), o Ronda do Quarteirão, da própria região, participavam de uma partida de futebol, um “racha” tradicional entre amigos nos fins de semana, no campo do  Centro de Treinamento (CT) do Uniclinic, na Grande Messejana.

Pelo menos, três pistolas de calibres Ponto 40, de uso restrito da Polícia, além e vários celulares, foram furtados de dentro dos veículos dos policiais militares. Os carros estavam  no estacionamento do CT localizado na Rua Paulo Parente, na Lagoa Redonda.
O local onde ocorreu o furto das armas neste sábado é o mesmo onde, na noite de 11 de novembro do ano passado, um policial foi assassinado, a tiros, durante uma tentativa de assalto. Horas depois da execução do militar, aconteceu uma chacina naquela região da cidade, que deixou 11 pessoas mortas e outras seis feridas.  Nas investigações da Controladoria Geral de Disciplina (CGD) sobre a matança, pelo menos, 38 PMs já foram indiciados.
O PM morto naquela ocasião era o soldado Valtemberg  Chaves Serpa, destacado no 16º BPM (Messejana).  Assim como ocorreu hoje, ele participava de um racha com amigos e sua esposa estava presente. Dois bandidos invadiram o centro de treinamento e tentaram atacar a mulher do PM. Ao perceber a ação dos ladrões, Valtemberg saiu correndo em direção à esposa e foi atingido com um tiro na cabeça, morrendo quando era levado a um hospital.
Ataque de hoje
Conforme as primeiras informações da Polícia, as armas levadas de dentro dos carros pertencem a três militares identificados apenas por  Nascimento, Gondim e Emerson.
Várias patrulhas do  Ronda do Quarteirão e do Policiamento Ostensivo Geral estão fazendo diligências para localizar os ladrões e recuperar as armas dos PMs. 

Blog Fernando Ribeiro 

Nenhum comentário:

Postar um comentário