domingo, 10 de abril de 2016

Tentativa de assalto a ônibus de sacoleiros termina em tragédia no PR

Um acidente com um ônibus deixou dez mortos na madrugada deste sábado (9) na BR 369, no centro-oeste do Paraná. O motorista perdeu o controle da direção ao tentar escapar de um assalto
A carcaça do ônibus, completamente destruída, mostra a gravidade do acidente. O teto foi arrancado. As poltronas se soltaram. O ônibus de Dracena, interior de São Paulo, saiu de Presidente Prudente e seguia para o Paraguai. Os passageiros iam fazer compras em Cidade do Leste.
O acidente aconteceu por volta das duas horas da madrugada na BR-369, em Mamborê, centro-oeste do estado, a 490 km de Curitiba.
Passageiros disseram que um carro emparelhou com o ônibus, o último de um comboio de cinco, e começou a disparar. O motorista perdeu o controle da direção, o ônibus atravessou a pista e bateu contra uma árvore.
"Certeza que era uma automática. Foi pá,pá,pá,pá, uma atrás da outra”, contou um passageiro.
"Foram efetuados de cinco a seis disparos contra esse ônibus. A maioria das vítimas estava dormindo, portanto não foi o que aconteceu, simplesmente ouviu os disparos. E esse crime é bem comum na região porque os turistas vão para o Paraguai com bastante dinheiro e acaba atraindo os criminosos", disse o delegado João Paulo Luandos.
Imagens feitas logo após a batida mostram bombeiros e funcionários da concessionária que administra a rodovia socorrendo as vítimas. Dez pessoas morreram e 24 ficaram feridas. André perdeu a irmã, que tinha embarcado em Maringá, no Paraná.
“É difícil, complicado. Se fosse acidente a gente ia dizer: é uma fatalidade, né? Pode acontecer com qualquer um, mas isso foi violência”, disse André Rodrigues.
Os corpos foram levados para o IML de Campo Mourão e os feridos, encaminhados para o pronto-socorro e a Santa Casa, na mesma cidade. Pelo menos um passageiro está em estado grave e deve passar por cirurgia. Sobreviventes falaram sobre os momentos dramáticos do resgate.
"Todo mundo gritando, pedindo socorro, eu ali, socorrendo um, ajudando a colocar colchão nas costas de outro que estava de ponta-cabeça, meu Deus do céu”, lamentou Gilmar Polezel.
Maria Aparecida Xavier perdeu o marido. A mãe dela contou que o casal viajava junto, mas resolveu se separar durante uma parada.
“Ela estava num ônibus, desceu desse e foi pro outro e ele ficou, pediu para ela ir no outro ônibus e ela chamou ele pra ir no outro ônibus, ele falou que não, que na volta, eles voltavam juntos no mesmo ônibus, mas infelizmente Deus não quis assim", disse Maria Aparecida.
Os corpos começaram a ser liberados no início da tarde. Dos dez mortos, oito são do interior paulista e dois de Maringá (PR). O relatório preliminar da Policia Rodoviária Federal aponta que o ônibus não tinha autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres para fazer a viagem. A Policia Civil disse que mobilizou todas as equipes para encontrar os criminosos.
G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário