quinta-feira, 21 de julho de 2016

Bandidos atacam: Guarda Municipal, viatura do Corpo de Bombeiros, emboscadas, assassinato em delegacia

Ataques do PCC

Na manhã desta quinta-feira (21), em frente ao terminal do Antônio Bezerra, dois elementos atentaram contra uma composição que reagiu. Um morto e outro baleado (bandidos) (Buscando informações).

A Polícia voltou a registrar novos ataques ordenados por facções criminosas instaladas dentro dos presídios da Grande Fortaleza. Foram, pelo menos, três atentados nas últimas 24 horas contra agentes da Segurança Pública. Em contrapartida, as autoridades informaram ter prendido novos suspeitos de participação nas ações criminosas. Agora, já são 11 pessoas detidas pelas policias Civil e Militar.

Um  dos mais recentes episódios ocorreu na noite de quarta-feira (20), quando uma patrulha da Guarda Municipal do Eusébio (GME) foi atingida por vários tiros quando transitava pelas imediações da Avenida Maestro Lisboa, no bairro Lagoa Redonda.

Através do rádio da viatura, os guardas informavam à base de operação ES da GME que estavam sob alvo de criminosos que atiravam de dentro de outro veículo.  Por sorte, nenhum dos guardas ficou ferido.

Em outro ataque ocorrido mais cedo, ainda à tarde, bandidos atiraram contra uma viatura administrativa do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, em Messejana.

O terceiro ataque ocorreu ainda durante a madrugada da quarta-feira, quando bandidos armaram uma emboscada para matar policiais militares na BR-116, na localidade de Jabuti, no Município de Itaitinga, logo após a patrulha  ter feito um cerco a um  traficante de drogas na cidade de Pacajus (a 49KM da Capital). Houve troca de tiros entre bandidos e PMs. Duas pessoas acabaram presas e uma delas ficou ferida a tiros. Com os bandidos, a Polícia apreendeu mais drogas, armas, celulares e um carro roubado que trafegava com placa clonada.

E AINDA

Dois presos foram mortos, na madrugada desta quinta-feira (21), depois de atingidos a tiros de pistola e revólver dentro das celas da Delegacia Metropolitana de Polícia Civil da cidade de Horizonte (a 40Km de Fortaleza). UM deles teve morte instantânea. O segundo, ainda chegou a ser levado numa viatura até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde também faleceu. Os assassinos estão foragidos

Viaturas

Ainda na noite de ontem, através da freqüência de rádio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), o Comando do Policiamento da Capital (CPC) reforçou uma determinação anterior para que as viaturas em patrulhamento pela cidade trafegassem em comboio de, pelo menos, duas patrulhas. Também foi determinado que aqueles policiais que não possuem transporte próprio fossem deixados em casa pelas viaturas no término de seu turno de serviço.

Os detidos como suspeitos de envolvimento nos ataques estão sendo investigados pela equipe da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF).

Relação completa dos ataques das facções criminosas no Ceará em 2016:

01 (18 de fevereiro) – Uma ameaça de bomba no prédio do Fórum Clóvis Beviláqua mobiliza o Esquadrão anti-Bombas da PM. O local é evacuado e não foram encontrados artefatos.
02 (2 de março) – Bandidos tentam incendiar um ônibus na Avenida Sargento Hermínio, no bairro Presidente Kennedy, na zona Oeste da Capital, e são detidos. Entre eles, dois menores.
03  (2 de março) – Bandidos incendeiam parcialmente um ônibus estacionado ao lado do Terminal de Passageiros do Siqueira.
04 (2 de março) – Criminosos tentam incendiar um ônibus que trafegava pela Rua Teófilo Cordeiro, no bairro Aerolândia.
05 (2 de março) – Ônibus incendiado por criminosos no fim da linha do bairro Abreulândia.
06 (2 de março) – Bandidos ateiam fogo em um ônibus no bairro Ancuri.
07 (2 de março) – Uma topique é atacada e incendiada nas ruas do bairro Genibaú.
08 (3 de março) – Quadrilha metralha fachada do prédio onde funciona o setor de atendimento e acompanhamento de egressos do sistema penitenciário, órgão da Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus), localizado na Avenida Heráclito Graça, Centro, em Fortaleza.
09 (3 de março) – Bandidos atacam e metralham a fachada da delegacia do 19º DP (Conjunto Esperança), deixando as portas de vidros estilhaçadas.  Tiros atingiram também paredes e móveis no setor de atendimento.
10 (3 de março) – Quadrilha metralha também a fachada da delegacia do 27º DP (João XXIII), em Fortaleza, deixando no local muita destruição, além de uma granada, que não explodiu.
11 (5 de março) – Bandidos atacam a delegacia do 23º DP (Conjunto Nova Metrópole), em Caucaia, deixando marcas de tiros nas dependências da distrital.
12 (6 de março) – Quadrilha metralha a fachada da delegacia do 3º DP (Otávio Bonfim), em Fortaleza, deixando muita destruição no local.
13 (27 de março) – Bandidos atacam e incendeiam um ônibus na Rua Juacir Sampaio Pontes, no Centro da cidade de Caucaia e deixam recado contra a instalação de bloqueadores de sinal de celular nos presídios.
14 (28 de março) – Um grupo armado tenta incendiar um ônibus em plena Avenida Dom Almeida Lustosa, no distrito de Jurema, em Caucaia.
15 (4 de abril) – Um carro roubado, com uma carga de 23 quilos de explosivos, é deixado ao lado da sede da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza. O artefato foi removido pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate). Se houvesse a explosão, os efeitos seriam gravíssimos.
16 (12 de abril) – Bandidos atacam e incendeiam um ônibus no bairro Vila das Flores, no Município de Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza. O motorista do coletivo é rendido e sofre queimaduras graves.
17 (12 de abril) – Homens armados tentam parar e incendiar um ônibus na Avenida Perimetral, no bairro Henrique Jorge. O motorista acelerou e os criminosos dispararam vários tiros atingindo a parte traseira e vidros do veículo.
18 (13 de abril) – Bandidos incendeiam a torre de telefonia celular da operadora Oi na localidade de Boqueirão de Araras, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.
19 (13 de abril) – Uma ameaça de bomba  mobiliza a Polícia para sede de uma empresa que presta serviços terceirizados à operadora de telefonia Oi, na Avenida Borges de Melo, próximo à Rodoviária de Fortaleza. O Gate faz uma varredura no prédio e não encontra os artefatos.
20 (13 de abril) – Bandidos incendeiam uma torre de de telefonia celular da operadora Oi na Rua Bragança, no bairro Granja Portugal, no Grande Bom Jardim, zona Sul de Fortaleza.
21 (14 de abril) – Bandidos atacam a sede da Câmara Municipal da cidade de Sobral, na zona Norte do Estado (224km de Fortaleza), picham as paredes com a sigla do PCC e detonam vários coquetéis molotov (bombas caseiras).
22 (14 de abril) – Detentos iniciam uma série de rebeliões simultâneas em três unidades do Sistema Penal: CPPL I (Itaitinga), Presídio do Carrapicho e Centro de Triagem Criminológica (ambos em Caucaia).
23 (14 de abril) – Ameaça de invasão à sede da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Segurança no local foi reforçada.
24 (14 de abril) – Ameaça de invasão ao Instituto Doutor José Frota (IJF)
25  (14 de abril) – Bandidos atiram coquetel molotov contra uma viatura da PM no pátio do Quartel do 3º BPM, em Sobral. Ninguém ficou ferido
26 (14 de abril) – Bandidos tentam incendiar um ônibus do transporte escolar da prefeitura de São Benedito na cidade de Tianguá.
27 (15 de abril) – Bandidos incendeiam uma torre de telefonia celular da operadora Oi, na Rua Osmar Lima, no Parque Jerusalém, no Canindezinho.
28 (15 de abril) – Bandidos disparam tiros contra um micro-ônibus da PM na base de vigilância e de prevenção às drogas no bairro Genibaú
29 (13 de julho) – Ataque com tiros na sede da Delegacia do 23º DP (Conjunto Nova Metrópole)
30 (13 de julho) – Ataque à sede da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), no bairro Rodolfo Teófilo, em Fortaleza, com tiros disparados contra a unidade
31 (14 de julho) – Ataque a ônibus na BR-116, quilômetro 18, no Município do Eusébio. Veículo foi destruído  completamente pelas chamas. Nenhum ferido
32 (15 de julho) – Ataque à sede do 27º DP (Bairro João XXIII, em Fortaleza), onde criminosos incendiaram veículos apreendidos que estavam estacionados na frente da unidade
33 (15 de julho) – Ataque com tiros na porta da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade de Sobral, na Zona Norte do Estado. Sem vítimas (atentado filmado)
34 (18 de julho) Um ônibus foi atacado e parcialmente incendiado por criminosos quando trafegava pela Avenida Coronel Carvalho, na Barra do Ceará (zona Oeste de Fortaleza). Um segundo ataque a ônibus aconteceu já por volta das 22 horas na comunidade Conjunto Maria Tomázia, em Messejana. No Sistema Penitenciário foram registrados mais dois episódios de violência. Na Cadeia Pública de Camocim, Município situado no Litoral Oeste do Estado (a 373Km de Fortaleza), ocorreu uma fuga de presos durante a madrugada desta terça-feira. O número de foragidos não foi ainda divulgado. Já em Juazeiro do Norte, Município situado no Sul do Estado (a 528Km da Capital), foi registrado, na noite de ontem, o início de uma rebelião entre os presos que estão na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (Pirc).
35 (20 de julho) Guarda Municipal do Eusébio atingida por tiros quando transitava pelas imediações da Avenida Masestro Lisboa, em Messejana.
36 (21/07) madrugada. Dois presos foram mortos, na madrugada desta quinta-feira (21), depois de atingidos a tiros de pistola e revólver dentro das celas da Delegacia Metropolitana de Polícia Civil da cidade de Horizonte (a 40Km de Fortaleza). UM deles teve morte instantânea. O segundo, ainda chegou a ser levado numa viatura até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde também faleceu. Os assassinos estão foragidos. (21/07) Em frente ao terminal do Antônio Bezerra, dois elementos atentaram contra uma composição que reagiu. Um morto e outro baleado (bandidos) (Buscando informações).

Fonte: http://www.aspramece.com.br/noticia_view.php?not_id=1265

Nenhum comentário:

Postar um comentário