quarta-feira, 20 de julho de 2016

Em meio a onda de atentados das facções, viaturas da PM 'somem' das ruas de Fortaleza

REDE AMIGOS DE PLANTÃO
Onde a notícia chega primeiro!

🗓20/07      ⏰10:15

 
No pátio interno da SSPDS, várias viaturas do Ronda permanecem paradas No pátio interno da SSPDS, várias viaturas do Ronda permanecem paradas
Diante da nova onda de atentados contra agentes e prédios da Segurança Pública em Fortaleza e na Região Metropolitana,  o Comando-Geral da Polícia Militar decidiu  tomar algumas providências visando a proteção de seus integrantes. O número de viaturas nas ruas da Capital foi drasticamente reduzido. E aquelas que estão em circulação trafegam sempre em comboio.

Já a direção da Polícia Civil foi mais radical em suas medidas de proteção aos seus agentes e ao patrimônio da instituição: as viaturas das delegacias que não são plantonistas são recolhidas, a partir das 18 horas, à garagem central, no Centro, evitando assim ficarem expostas durante as noites e madrugadas na porta das delegacias fechadas.

Anteriormente, a Delegacia Geral já havia tomado outra providência, mandando substituir as portas de vidro das delegacias, por portas metálicas, com chapas de ferro dobradas, fortes o bastante para suportar tiros.

Contudo, os policiais civis ainda dizem que estão vulneráveis aos ataques criminosos, pois o reduzido quadro de servidores e  a superlotação de presos nas DPS obriga os inspetores a um risco permanente de invasão nas delegacias para o resgate de detentos. Fugas viraram uma rotina em tais unidades da Segurança Pública Estadual.

Nos últimos três dias, dezenas de viaturas do Ronda do Quarteirão, da Força Tática de Apoio (FTA) e do Policiamento Ostensivo Geral foram atingidas por tiros disparados pelos integrantes de facões criminosas. A onda de atentados já dura quase uma semana. Um policial militar foi morto e outros cinco estão hospitalizados depois de terem sido alvejados a tiros.

Depois da sequência de atentados, dezenas de viaturas estão estacionadas nos pátios dos quartéis de batalhões e companhias da PM na Capital e RMF.  Na própria sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na Avenida Bezerra de Menezes (bairro São Gerardo), é constatada a presença de várias viaturas do Ronda do Quarteirão, que não são novas nem estão “baixadas” (com defeito).

FONTE: FERNANDO RIBEIRO

SEM MAIS DETALHES

Nenhum comentário:

Postar um comentário