quinta-feira, 28 de julho de 2016

Polícia Civil descobre disfarce e prende um dos chefes do tráfico de drogas atuantes no Vale do Jaguaribe

Conhecido como “Nego Marcos”, Marcos não possuía antecedentes criminais.

Um homem acima de qualquer suspeita, que exerce a profissão de mecânico a mais de 20 anos e é apontado como uma pessoa honesta e de confiança em seu ambiente de trabalho. Este é o perfil de disfarce de um dos chefes do tráfico de drogas da cidade de Limoeiro do Norte – Área Integrada de Segurança 10 (AIS 10) do Estado. A rotina de farsas de Marcos Eugenio Silva de Oliveira (37) foi interrompida, nessa terça-feira (26), com sua prisão em flagrante efetuada pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio de policiais da Delegacia Municipal local.

Conhecido como “Nego Marcos”, Marcos não possuía antecedentes criminais e isso não é por acaso. Sua atividade no esquema ilícito era desenvolvida sob muita precaução e disfarce. A Polícia chegou ao suspeito após iniciar, há um ano, investigações sobre o tráfico de drogas na região. O preso, flagrado com 500 gramas de cocaína, é apontado nos levantamentos policiais como sendo o principal distribuidor de entorpecentes na área.

“Marcos recebia grandes quantidades de drogas, como maconha e cocaína, e tinha a incumbência de fracionar esses ilícitos e de fazer a distribuição deles para os traficantes da cidade”, explica o delegado Bruno Varela, titular da Delegacia Municipal de Limoeiro do Norte e responsável pelo caso. Para entregar as porções do material, o infrator se aproveitava de algumas situações em seu local de trabalho. “Ele saía da oficina mecânica no carro de seus clientes com a desculpa de que estava testando o veículo. Mas, na verdade, o automóvel era usado para deixar a droga em seu destino de venda”, detalha Varela.

O infrator era de fato um homem de confiança em seu trabalho – no trabalho criminoso. Para não levantar suspeitas, as investigações também indicam que os entorpecentes eram entregues a ele em média duas vezes por mês e rapidamente divididos e repassados a diante. Como precaução, nada era guardado em sua casa. Para capturá-lo, campanas foram realizadas em alguns locais onde possivelmente seriam esconderijos dos ilícitos. Em cumprimento a um mandado de busca e apreensão, os investigadores foram a um desses imóveis - uma casa localizada na Estrada das Flores, bairro Luiz Alves de Freitas.

O homem foi abordado ao chegar ao local em uma motocicleta, com sua enteada, identificada como Érica Sany Ferreira Martins (19), que também não possuía antecedentes criminais. Ao avistar os policiais, Marcos entregou a Érica uma sacola, a pediu para entrar na residência e iniciou um diálogo com os agentes de segurança, na intenção de despistá-los. Mas, os investigadores perceberam a trama e também abordaram a mulher e, na sacola que ela segurava, foi encontrado o meio quilo de cocaína. Dentro do imóvel ainda foram localizados uma balança de precisão, sacos plásticos e a quantia aproximada de R$ 1.900, trocados. Além disso, quatro celulares foram apreendidos com a dupla, além de um pote de fermento, que provavelmente seria usado na mistura da droga, a moto na qual eles estavam, de cor rosa e placa OSK  5718, e um carro Classic de cor Prata e placas NSL-5347, que estava estacionado em frente ao local.

Na delegacia, os dois foram autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas, com base nos artigos 33 e 35 da Lei 11.343. As investigações sobre o caso continuam. Marcos confessou seu envolvimento no esquema criminoso. Para o delegado Varela, a captura do suspeito poderá contribuir para a diminuição da atividade ilícita na área, tendo em vista que ele era o principal distribuidor dos demais criminosos revendedores de drogas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário