sexta-feira, 22 de julho de 2016

Polícia Federal prende suspeitos ligados ao Estado Islâmico

Operação contra terrorismo captura suspeitos no Ceará.
Grupo participou de “batismo” pela internet e estava tentando comprar armas e iniciar treinamentos no Brasil.

Um mandado de prisão e outro de busca e apreensão foram cumpridos no Ceará após a deflagração da "Operação Hashtag", da Polícia Federal (PF), ontem. Os trabalhos identificaram dez brasileiros supostamente ligados ao grupo terrorista Estado Islâmico, com atuação no Oriente Médio e responsável por ataques em diversos pontos do mundo. Além dos mandados cumpridos no Ceará, outras nove pessoas foram presas, duas conduzidas coercitivamente e outros 18 mandados de busca e apreensão cumpridos, nos Estados do Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Prisões repercutem pelo mundo

De acordo com a PF, o grupo desarticulado estava "na execução de atos preparatórios para a realização de atentados terroristas e outras ações criminosas". A proximidade das Olimpíadas do Rio de Janeiro, no próximo mês de agosto, seria um dos motivadores dos terroristas.

Essa foi a primeira operação policial após a publicação da Lei 13.260/2016, que trata do terrorismo, sancionada no último mês de março pela presidente afastada Dilma Rousseff. Cerca de 130 policiais federais cumpriram os mandados judiciais expedidos pela 14ª Vara Federal de Curitiba, Paraná.

Fonte: DN.

SEM MAIS DETALHES

Nenhum comentário:

Postar um comentário