segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Atuação do BPRaio está trazendo de volta sensação de segurança em Quixadá

Sabe aquela sensação de que o Estado está presente nas ruas, trabalhando para garantir a paz e a segurança dos cidadãos? Fazia tempo que ela não era sentida em Quixadá, mas está voltando aos poucos. E o que tem contribuído para isto? Sem dúvida nenhuma, a atuação exaustiva do BPRaio –Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas ao lado, claro, dos demais policiais militares que tanto se esforçam, dentro de suas circunstâncias de trabalho, para desempenhar bem suas funções.

O RAIO

Para quem não tem nada a esconder, produz inegavelmente um efeito calmante a visão dos homens de preto em suas motocicletas potentes, portando fuzis e, ao que parece, em total estado de alerta o tempo todo. É assim, por exemplo, quando eles param nos semáforos e os garupeiros descem para proteger a retaguarda da composição. Cria-se, desta forma, um escudo de proteção em torno do grupo que, deveras, afeta positivamente quem está por perto e, repito, não tem nada a esconder.

O estilo de abordagem do Raio é, em si mesmo, um recado muito bem dado, tanto para quem será revistado quanto para quem observa a ação. As atuações dos componentes do Raio são, por vezes, quase cinematográficas, fruto de um treinamento militar especial que é, na prática, bonito de ser visto. É símbolo da força do Estado quando este se impõe, como deve sempre fazê-lo, à bandidagem.

Os relatórios da polícia à imprensa, contendo as ocorrências diárias, refletem o efeito do Raio em Quixadá, com significativa diminuição de casos de assaltos a pessoas e estabelecimentos comerciais. Ainda é cedo para avaliação mais aprofundada, mas a atividade dos militares tem sido notavelmente positiva.

Se por um lado o equipamento de segurança chega somente em período de pré-campanha eleitoral, depois de tanto derramamento de sangue e protestos populares, por outro lado é, em qualquer circunstância, muito bem vindo.

Verdade seja dita: o Raio não resolverá todos os problemas de segurança da Terra dos Monólitos. Há muitas outras iniciativas que já deveriam ter sido desenvolvidas. Mas que os homens de preto tem feito diferença no dia a dia dos quixadaenses, isto é inegável.

Sem paz e segurança, nada prospera. A torcida de todos os cidadãos de bem é, portanto, pela continuação, valorização do trabalho e aumento gradual da atuação destes profissionais militares, atuação que está devolvendo a valiosa e necessária sensação de segurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário