quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Bandidos do PCC fazem 'demonstração de força' na CPPL 1 em Itaitinga e postam vídeo nas redes sociais

Numa prova incontestável do total descontrole que hoje atinge do Sistema Penitenciário cearense, presos de uma das principais unidades carcerárias da Região Metropolitana de Fortaleza  (RMF) gravaram um vídeo e postaram nas redes sociais. As cenas são fortes e mostram os detentos realizando uma demonstração de força da facção criminosa PCC.

O vídeo foi gravado no pátio de uma das Vivências da Casa de Privação Provisória da Liberdade Agente Luciano Andrade Lima, conhecida como a CPPL Um, localizada no Complexo Penitenciário de Itaitinga, na BR-116.

Reunidas no pátio da cadeia, as “lideranças” do PCC  segregadas naquela unidade entoam gritos de guerra para demonstrar que estão unidas em torno do crime e das determinações da facção de origem paulista, chefiada pelo bandido Marcos William Herbas Camacho, o “Marcola”.   “Quem será contra nós?”, desafiam.

Controle da cadeia

A atitude dos criminosos revela que, ao contrário do que foi divulgado pela Secretaria da Justiça e da Cidadania do Estado, (Sejus), a CPPL Um permanece nas mãos dos detentos. São eles quem dão as ordens ali e escolhem a forma como devem se comportar. Em conseqüência da destruição do prédio durante a mega-rebelião ocorrida em maio passado, o presídio ainda está sem grades nas celas. A “tranca” noturna (recolhimento dos detentos nos xadrezes) não é realizada há mais de três meses. Os presos permanecem soltos nas galerias, pátios e vivências.

“Ali virou uma espécie de favela. Eles fazem o que querem. Ali não há nenhum controle”, afirma a fonte.  E completa: “Está tudo destruído lá”.

O processo de retomada das cadeias por parte das autoridades estaduais vem sendo feito de forma lenta e gradual. Das cinco unidades onde ocorreram as rebeliões em maio, em apenas duas a Sejus conseguiu retomar o controle, colocando os detentos de volta às celas. Isto aconteceu na CPPL Três, em Itaitinga;  e no Presídio do Carrapicho, este último em Caucaia.

Nas demais unidades, o quadro continua o mesmo, onde os detentos permanecem soltos dentro das unidades, enquanto agentes penitenciários e policiais militares fazem somente a vigilância externa para impedir fugas e eventual invasão às alas administrativas.

Visita

A divulgação do vídeo dos bandidos do PCC nas redes sociais acontece exatamente no dia em que uma comissão de deputados federais, liderada pelo parlamentar cearense Cabo Sabino (PR) realiza uma visita às unidades do Sistema Penitenciário do Ceará. O objetivo é verificar o grau de descontrole por parte do Estado e as providências que estão sendo adotadas para sanar o problema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário