quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Em Natal, suspeitos trocam tiros com seguranças de secretário; 2 morrem

Confronto aconteceu durante tentativa de assalto a posto de combustíveis no bairro de Neópolis, Zona Sul de Natal (Foto: Ítalo Di Lucena/Inter TV Cabugi )Dois homens foram mortos na manhã desta quinta-feira (4) durante uma troca de tiros com policiais militares que trabalham na segurança do secretário de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte, Wallber Virgolino. Segundo o próprio secretário, o confronto aconteceu durante uma tentativa de assalto a uma loja de móveis no bairro de Neópolis, na Zona Sul de Natal, próximo a um posto de combustíveis na rua Maranhão. Virgolino disse ao G1 que chegou ao local minutos depois. Os policiais não se feriram.
Ainda segundo o secretário, os seguranças estavam chegando ao posto quando perceberam a ação dos criminosos, que reagiram atirando. "No revide, os dois assaltantes foram baleados e morreram antes da chegada do socorro médico. Com eles foram apreendidos um revólver calibre 38 e munições", afirmou Virgolino.
No momento do confronto, o titular da Sejuc explicou que estava na Base Aérea de Natal, onde recebeu o ministro da Defesa Raul Jungmann. O ministro veio ao RN se reunir com o governador Robinson Faria e com comandantes do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira para discutir como será a Operação Potiguar. A ação visa combater a série de ataques que vem acontecendo no estado.
“Meus seguranças foram na frente, e eu fiquei de me encontrar com eles no posto. Quando cheguei, já havia acontecido a troca de tiros”, afirmou Virgolino.
Outra versão
Um homem que passava pelo local desmente a versão do secretário, e afirma que Wallber Virgolino estava na frente da loja quando aconteceu a troca de tiros. "Os dois assaltantes estavam na frente da loja quando o secretário chegou. Eles estavam só esperando alguém chegar para roubar. O secretário foi para trás do carro dele, se esquivando dos assaltantes, e quando os seguranças que estavam no posto perceberam, já chegaram atirando", afirmou o homem.

G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário