MPCE emite recomendação aos estabelecimentos comerciais e ao Procon de Morada Nova

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através do promotor de Justiça da 2ª Promotoria de Morada Nova, Gustavo Pereira Jansen, expediu, nesta quarta-feira (10/08), uma recomendação aos principais estabelecimentos comerciais da cidade e ao Procon de Morada Nova para que adotem postura mais adequada à proteção e defesa do consumidor.
O membro do MPCE constatou que alguns estabelecimentos comerciais, em especial lojas e mercantis localizados nos bairros centrais da cidade, vêm realizando práticas abusivas vedadas pelo sistema de proteção ao consumidor, tais como ausência ou insuficiência de precificação dos produtos e exigência de valor mínimo para compra com cartões de crédito e débito.
Os estabelecimentos comerciais foram orientados a adotar diversas medidas como, por exemplo: a precificação de produtos e serviços deverá ser informada adequadamente; no caso de divergência de preço para o mesmo produto, o consumidor deverá pagar o menor dentre eles; não pode ser fixado valor mínimo para compra com cartões de crédito ou débito; o pagamento à vista, quando realizado através de cartões de débito ou crédito, não poderá sofrer qualquer tipo de incidência de juros, multas ou taxas, que diferenciem o valor pago do preço original do produto ou serviço, dentre diversas outras ações.
Ao Procon de Morada Nova, vinculado à Câmara Municipal, foram recomendadas a realização de fiscalizações em lojas, mercantis, farmácias, restaurantes, lanchonetes e demais estabelecimentos, além da apuração das reclamações apresentadas pelos consumidores pessoalmente, por carta, e-mail ou qualquer outro meio de comunicação com a devida autuação e imposição das sanções administrativas cabíveis, devendo ser assegurado ao fornecedor infrator o direito à ampla defesa.
O procedimento se fundamentou no Código de Defesa do Consumidor, na Lei Federal nº 10.962/2004, no Decreto Federal 5.903/2006 e na jurisprudência dos Tribunais Superiores. O documento foi entregue aos principais estabelecimentos comerciais localizados nos bairros centrais da cidade e ao Procon de Morada Nova, o qual terá 30 dias para encaminhar informações sobre as medidas que foram tomadas para o devido cumprimento da recomendação.
Fonte:
Ministério Público do Estado do Ceará

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Funceme fala em bom inverno no Ceará em 2017

PESSOA DESAPARECIDA EM LIMOEIRO DO NORTE

Marido assassina esposa na cidade de Pereiro