sexta-feira, 12 de agosto de 2016

OPERAÇÃO CONJUNTA: Oito homens são presos por ataques a bancos no Interior do Ceará

Outros seis suspeitos foram identificados e são procurados pela Polícia

Armas e dinheiro foram apreendidos com o grupo ( Levi de Freitas )

Em operação conjunta, as Polícias Civile Militar do Estado do Ceará capturaram oito homens suspeitos de participação em ataques a agências bancárias no Interior do Estado. O grupo, conforme as apurações, teria atuação interestadualpor todo o Nordeste. Dentre as últimas ações do bando, estariam as explosões aos bancos de Pedra Branca e Senador Pompeu.

A operação foi desenvolvida em parceria entre a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), o Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) e o Comando Tático Rural (Cotar). Os homens foram localizados em Pedra Branca e Iguatu, de acordo com o titular da DRF, delegado Raphael Vilarinho. "Uma parte do bando estava em uma Toyota Hilux. Outros, escondidos no matagal e ainda outros em um sítio", afirmou o delegado.

O grupo estava fugindo da Polícia desde a madrugada da última quarta-feira (10), quando atacaram duas agências bancárias simultaneamente em Senador Pompeu. Naquela ocasião, houve intenso tiroteio entre os bandidos e a Polícia, e um suspeito morreu. Ele foi identificado como José Marcelo Rodrigues de Oliveira, de 24 anos, que já respondia por tentativa de homicídio, tráfico de drogas e lesão corporal. 

Os oito presos são Antônio Adriano Araújo Rufino, 30, que responde por receptação e roubo; José Aremilton Gonçalves Almeida, 34, que responde por contravenção penal; Reginaldo Lima do Nascimento, 19, com passagens pela Polícia por homicídio e porte de arma; Antônio Alexandre Gonçalves, 20, já preso por porte de arma; Fábio Jandson Gomes de Souza, 35, que responde por dois portes ilegais de arma de fogo e uso de drogas, além de Lourival Barreto Braga, 65, já preso por contravenção penal e o filho dele, Lourival Barreto Braga Júnior, de 26 anos, que não possuía antecedentes criminais. O paulista Douglas Aparecido Piovesan, de 23 anos, tambpem foi preso e não possuía passagens pela Polícia.

Com o grupo, foram recuperados cerca de R$ 200 mil em cédulas de diversos valores, seis armas, além de munições de calibres 44, 38, 12 e 9mm e emulsões explosivas. O restante do bando, estimado em aproximadamente 20 pessoas, escapou. Conforme a Polícia, alguns estão, inclusive, feridos. Seis dos foragidos foram identificados.

    

Nenhum comentário:

Postar um comentário