quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Polícia Civil do Rio Grande do Norte anunciou nesta terça-feira (2) a prisão de Daniel Silva de Carvalho, apontado como sendo o "número 2" da facção que reivindica os ataques criminosos

 Polícia Civil do Rio Grande do Norte anunciou nesta terça-feira (2) a prisão de Daniel Silva de Carvalho, apontado como sendo o "número 2" da facção que reivindica os ataques criminosos que vêm sendo registrados no Estado desde a sexta (29). Além dele, foi presa Islania de Abreu Lima, que também seria uma das chefes da quadrilha. Os dois foram presos em cumprimento a mandados de prisão.

De acordo com a Polícia Civil, Daniel Silva de Carvalho, de 29 anos, é o segundo na linha hierárquica da organização criminosa no Estado. Segundo as investigações, o suspeito dava suporte às ações da facção, intermediando o contato entre João 'Magro' - preso pela polícia neste domingo (31) e apontado como líder da facção - e membros do baixo escalão, responsáveis diretos pelos atentados. Daniel era preso do regime semiaberto e usava uma tornozeleira eletrônica no momento em que foi preso.

Segundo o delegado geral da Polícia Civil no RN, Clayton Pinho, o suspeito foi preso em casa,  em cumprimento a um mandado de prisão temporária de 30 dias expedido pela Vara Criminal deParnamirim, na Grande Natal, e não reagiu no momento da prisão. O local da prisão foi mantido em sigilo pela polícia.

A polícia também manteve em sigilo o local aonde foi presa Islania de Abreu Lim, de 24 anos. Segundo a Polícia Civil, Islania é mulher de outro representante do alto escalão da facção, que foi preso no RN e transferido para o Presídio Federal de Porto Velho, em Rondônia. De acordo com as investigações, Islania chefiaria parte da quadrilha a mando do marido.

A mulher também foi presa em cumprimento a um mandado de prisão. O local da prisão também não foi divulgado pela Polícia Civil.

De acordo com os números da Secretaria Estadual de Segurança e Defesa Social (Sesed), 72 suspeitos de participação nos ataques no RN já foram presos ou apreendidos. Ao todo, 80 ocorrências já foram registradas no estado

UNILAB Suspeito de atirar em estudante deve se entregar nas próximas horas, afirma Polícia. Homens do Batalhão de Baturité estão de campana em Alto Santo Antônio, em Redenção, onde fica a suposta residência do acusado.

por Redação Diário do Nordeste Karliano e a estudante Thaislane Marcelino de Oliveira tiveram um namoro conturbado entre um e dois anos - ...