terça-feira, 13 de setembro de 2016

DELEGADO DE SOBRAL PEDE EXONERAÇÃO

QUINZE DIAS APÓS A POSSE, DELEGADO NOMEADO PARA A DELEGACIA MUNICIPAL DE SOBRAL PEDE EXONERAÇÃO POR CONTA DA ABSOLUTA FALTA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO.

Deixamos o questionamento: Se um delegado, que inicia a carreira ganhando 15 mil reais, pede exoneração por não suportar as condições de trabalho, o que dizer de escrivães e inspetores que ganham CINCO VEZES MENOS?

Atitude corajosa de alguém que se chocou com a situação da Polícia Civil do Ceará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário