quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Explosão em agência dos Correios traz prejuízos para a população de Banabuiú-Ce.

Explosão em agência dos Correios traz prejuízos para a população de Banabuiú-Ce.

A explosão da agência dos Correios deste Município do Sertão Central trouxe uma série de prejuízos. A população reclama da agência fechada por mais de quatro meses. A explosão de uma bomba dentro do prédio, em meio ao assalto, no último dia 13 de maio, afetou também a estrutura de comércios vizinhos.
Desde então, quem precisa fazer alguma postagem, tem que arcar com custos de deslocamento para outras cidades. A população reclamava por receber faturas e boletos com atraso e ter que pagar juros por isso. Em Banabuiú, no segundo andar havia um apartamento. Parte dele cedeu com a explosão. A outra parte fica sobre o prédio onde funciona a farmácia de Nádia Alves Calixto. “Tem rachadura no teto e nas paredes que dividiam a farmácia da agência”. Nádia já estava se programando para mudar, mas a crise a fez adiar os planos. Depois do incidente, se apressou em comprar um outro prédio, por R$ 170 mil, para se mudar antes que o teto da farmácia ceda. A reforma do lugar deve custar mais R$ 100 mil. “Mas fazer o quê? Não tenho escolha”, diz.
Vanda Núbia Sousa, que também tinha um comércio colado no prédio dos Correios, teve mercadorias danificadas depois que as paredes no prédio dela caíram com o impacto da detonação da bomba. “A parede do banheiro caiu por cima da encanação que alagou tudo. Eu tinha um cheque de quase R$ 5 mil guardado aqui mas a água levou e não tive como recuperar”, diz.
Segundo os Correios, das 213 agências do Estado, três estão fechadas devido a ações criminosas: além de Banabuiú, a de Choró, também no Sertão Central; e a de Poranga. Os serviços ficam interrompidos e as demandas são transferidas para cidades vizinhas, que se encarregam de dobrar o serviço para dar conta da demanda.
FONTE: JORNALISTA AVELINO NETO

Nenhum comentário:

Postar um comentário