sábado, 1 de outubro de 2016

ICÓ-CE: PM captura suspeito de atentados contra políticos e militantes no Interior

POLÍCIA

ÚLTIMA HORA

POLÍCIA : PM captura suspeito de atentados contra políticos e militantes no Interior

ICÓ

PM captura suspeito de atentados contra políticos e militantes no Interior

Homem disse que foi contratado para 'amedrontar' eleitores

21:10 · 01.10.2016 / atualizado às 21:11


Suspeito acabou preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo ( Divulgação/PMCE )

Casas e carros de políticos e militantes foram alvos de tiros. Suspeito preso confessou ter sido contratado para executar as ações ( Richard Lopes )Residência de uma militante foi queimada enquanto ela estava em um comício ( Richard Lopes )

Um homem de 27 anos foi capturado na noite desta sábado (1º) pela Polícia Militar em Icó, a aproximadamente 375Km de Fortaleza. Ele confessou ter sidocontratado por um parente decandidato daquele Município para 'amedrontar os eleitores e causar pânico na cidade' através da realização de atentados contra políticos e militantes

De acordo com o relações-públicas da PM, coronel Andrade Mendonça, equipes do Comando Tático Rural (Cotar) e do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) participaram da ação. 

Segundo populares, um homem em uma motocicleta estava efetuandodisparos de arma de fogo contra as casas de políticos e militantes, à noite. As ações causaram medo à população. O clima de tensão fezequipes da Polícia Federal (PF), além da PM, serem deslocadas até Icó. "A cidade passou a ser um dos pontos do Estado mais preocupantes, neste período de campanha eleitoral, em função desses acontecimentos", afirmou Mendonça. 

> Justiça Eleitoral pede reforço policial em Icó

>Às vésperas das eleições, ações criminosas não são inibidas

Por volta das 19h deste sábado, as equipes da PM encontraram o suspeito. Ele foi localizado com umrevólver calibre 38 com seismunições, além da motocicleta que era usada por ele para praticar as ações. 

O suspeito foi identificado como Halisson Rodrigues Correia, de 27 anos. Conforme a Polícia, ele confessou os crimes e informou quem seria o mandante. "O objetivo era colocar pânico na cidade. Os tiros eram à noite para assustar, deixar a população apavorada", disse o coronel.

No último dia 25, pelo menos cinco atentados a bala foram registrados em Icó. As casas de um candidato a prefeito e de dois militantes foram atingidas pelos tiros.

Antes, no dia 22, os alvos foram as casas de um candidato a vereador e de um fiscal da propaganda eleitoral. No dia 10, a residência de uma militante foi arrombada e incendiada enquanto ela estava em um comício. 

© Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário