terça-feira, 18 de outubro de 2016

Moradores de rua viajam a pé durante 3 anos de São Paulo ao Ceará

PARA REVER FAMÍLIA

Moradores de rua viajam a pé durante 3 anos de São Paulo ao Ceará

“Tava com muita saudade. É muito ruim a pessoa passar muito tempo longe da mãe”, conta a cearense

Foram 1095 dias enfrentando a saudade e necessidades (FOTO: Reprodução)

A caminhada de Francisco Wellington, a esposa Silvia Renata e a cachorrinha Sabrina durou três anos. Eles saíram de Osasco, em São Paulo, e foram até Iguatu, no Ceará.

Eles saíram de São Paulo em 2013, após passarem dificuldades e sentirem saudades da família. Perderam a casa, o filho, e Wellington perdeu os pais. Mas uma coisa eles ganharam: a coragem.

“A gente tava jogado na rua, dormindo ao relento e eu vi que aquela vida não dava pra gente. Então eu tive a fé em Deus de fazer esse carrinho e seguir a estrada novamente”, explica Wellington. Foram 1.095 dias de superação, trabalhando e pedindo ajuda pelo caminho.

Silvia Renata, também conhecida como Karina, é natural de Iguatu e desejava reencontrar a família em sua cidade natal. “Tava com muita saudade. É muito ruim a pessoa passar muito tempo longe da mãe”, conta Karina, emocionada.

Um carro de apoio, pesando aproximadamente 500 kg, era o que transportava a cachorra Sabrina e abrigava o casal quando não conseguia hospedagem. Agora, na chegada ao Ceará, eles possuem abrigo familiar na casa dos pais de Karina. “Não tá faltando abraço, não tá faltando carinho e nem amor”, agradece Wellington.

Apesar de tudo, o casal agora tem uma nova vida pela frente. Com a gravidez de Karina, eles pretendem reconstruir a vida e dar felicidade à família.

Confira a reportagem exibida no programa Gente na TV:

Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário