quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Prédio dos Correios invadido em Banabuiú-CE.

INTERIOR

Prédio dos Correios invadido

    
05.10.2016 por José Avelino Neto - Colaborador

Bandidos arrombaram a porta principal do prédio da antiga escola em que está, provisoriamente, a triagem de correspondências simples ( Foto: José Avelino Neto )

Banabuiú. O prédio onde funcionava parte dos serviços dos Correios desta cidade, distante cerca de 220Km da Capital, foi arrombado na noite da última segunda-feira (3). A ação foi percebida por um vigilante que trabalha no prédio da biblioteca municipal, defronte ao local onde a agência funciona provisoriamente. De acordo com os funcionários, nada foi levado.

Conforme a Polícia, a ação aconteceu antes das 22h. José Lima Júnior, que trabalha como guarda no município, contou que o chefe dos guardas de Banabuiú tinha ido ao local mais cedo acender as luzes do prédio, e não percebeu nada de anormal no prédio. Já de folga, foi avisado do ocorrido. "Eu não estava trabalhando, eu estava em casa e um colega me ligou pedindo para falar para o chefe do setor o que tinha acontecido e para ele ir lá", contou Júnior.

No prédio, funcionava uma escola, antes dos Correios, que estava fechada até cerca de dois meses, quando o local foi cedido pela Prefeitura. Lá ocorre o armazenamento e a organização das postagens do tipo comum, como cartas e revistas.

Não há câmeras de monitoramento nas proximidades, o que dificulta a investigação. Para entrar, os bandidos quebraram a porta de entrada principal da antiga escola. O crime será investigado pela Polícia Federal (PF), mas de acordo com o delegado da Polícia Civil de Banabuiú, José Roberto Vasconcelos, o trabalho será em parceria.

"Vamos ajudar no que for preciso, fornecendo informações para que a Polícia Federal possa trabalhar e atuar para encontrar os responsáveis", afirmou José Roberto Vasconcelos.

A reportagem apurou que como apenas o setor de triagem funciona no prédio, não havia dinheiro no local. Objetos que são postados pela modalidade de carta registrada ou Sedex, conforme disseram os funcionários, "são recolhidos da agência de Quixadá e entregues no mesmo dia". Em nota enviada ao jornal, os Correios informaram que "não há indícios de furto" na ação e que a Gerência de Segurança da empresa estatal irá "apurar o incidente".

Ação passada

Os serviços que funcionam no prédio da antiga escola ocorrem com limitações desde o último dia 13 de maio, quando bandidos sitiaram a cidade de Banabuiú e explodiram a agência dos Correios na madrugada. A sede ficava na rua JK, defronte à Praça do Centro.

Sobre a retomada do atendimento postal no Município, a estatal disse, em nota, que "está revendo os prazos em virtude da necessidade de licitar a contratação de empresa para executar a obra de adaptação do novo imóvel alugado. Permanecem como opções de atendimento para a população as unidades dos Correios em Jaguaretama, Solonópole e Quixadá".

    

© Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário