sábado, 1 de outubro de 2016

Trio preso comprando votos em Barbalha responderá por formação de quadrilha

Trio preso comprando votos em Barbalha responderá por formação de quadrilha

A Polícia Federal flagrou e encaminhou à justiça o trio preso nessa sexta-feira (30), com esquema de compra de votos, em Barbalha. O grupo estava em uma casa com a quantia de R$ 46.750,00 em vários envelopes nominados, além de material de campanha do candidato a prefeito de Barbalha, Fernando Santana (PT). De acordo com a PF, a ordem era para que o dinheiro fosse distribuído até a noite do mesmo dia para cooptar os votos dos eleitores.

Entre o material apreendido havia cartazes, bandeiras, santinho, bottom e adesivos do candidato. Durante uma coletiva, o delegado de Polícia Federal responsável pela área eleitoral na região, Marcio Borges, explicou que a prisão ocorreu a partir de uma denúncia de alguns eleitores que haviam sido assediados a ter seus votos vendidos por pessoas que estariam ligados ao candidato Fernando Santana.

Foi feita uma investigação e a polícia conseguiu efetuar a prisão dessa célula onde estava, entre os presos, a assessora da primeira dama do Estado (Onélia Leite) Ana Quitéria. Também foram presos mais dois homens: um coordenador e um motorista, ligados a campanha do candidato barbalhense. Durante as oitivas que durou toda a tarde e noite os envolvidos permaneceram em silêncio.

Trio preso comprando votos responderá por formação de quadrilha (Foto: Guto Vital/Agência Miséria)

A PF não revelou o nome dos envolvidos que responderão por cooptação ilícita do sufrágio e formação de quadrilha. Eles foram encaminhados ainda na noite dessa sexta-feira para as cadeias publicas em Juazeiro e Barbalha. Agora eles ficam a disposição da justiça. Os advogados dos envolvidos não quiseram se pronunciar.

O candidato Fernando Santana não foi encontrado para falar sobre o assunto.

Material apreendido pela Polícia Federal (Foto: Guto Vital/Agência Miséria)

Fonte site miséria

Nenhum comentário:

Postar um comentário