domingo, 2 de outubro de 2016

Vereador que tenta reeleição no RN é preso por porte ilegal de arma de fogo

G1

ELEIÇÕES 2016

RIO GRANDE DO NORTE

Vereador que tenta reeleição no RN é preso por porte ilegal de arma de fogo

Prisão aconteceu neste sábado (1º) em Tenente Laurentino Cruz. Tomaz Araújo Cruz, o Tomaizinho (PSDB), pagou fiança de R$ 1.500.

02/10/2016 08h12 - Atualizado em 02/10/2016 08h14

Por Anderson Barbosa

Do G1 RN

Policiais apreenderam com o vereador um revólver, munições e um capuz (Foto: PM/Divulgação)

Um vereador da cidade de Tenente Laurentino Cruz, na região Seridó potiguar, foi preso em flagrante na noite deste sábado (1º) e autuado por porte ilegal de arma de fogo. Tomaz Araújo Cruz, o Tomaizinho (PSDB), tenta na eleição deste domingo (2) renovar seu mandato na Câmara Municipal. Ele pagou fiança e foi solto.

A prisão foi feita por volta das 23h pelo capitão da PM Styvenson Valentim, que foi convocado neste final de semana para auxiliar a magistrada do município de Florânia. “A promotora da cidade narrou que havia um problema em Tenente Laurentino Cruz, cidade que também faz parte da região. Ela perguntou se eu poderia ajudar. Disse que não era minha atribuição, mas que iríamos fazer um patrulhamento. Quando chegamos lá, fomos abordados por alguns moradores que nos informaram haver indivíduos encapuzados circulando em um Ford Ka de cor branca ameaçando as pessoas. Demos uma volta e conseguimos localizar o veículo. Dentro do carro estava o Tomaizinho e um outro homem. O vereador estava armado com um revólver e dentro do bolso dele achamos munições de calibre 38. Também apreendemos um capuz e santinhos da campanha”, relatou o oficial.

Ainda segundo Styvenson, o vereador recebeu voz de prisão e foi levado para a Delegacia Regional de Caicó, também na região Seridó. Segundo o escrivão da DP, o vereador e o amigo foram autuados por porte ilegal de arma de fogo. Tomaizinho pagou fiança de R$ 1.500 e foi liberado. Já o amigo do vereador, pagou fiança de R$ 1.000 e também foi solto.

 
Fonte: G1 RN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário