sábado, 22 de abril de 2017

A CIDADE SOB ATAQUES Linhas de ônibus são unificadas para garantir que haja policiamento. Na tentativa de evitar que passageiros de Fortaleza fiquem sem transporte coletivo, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) uniu algumas linhas para que os trajetos sejam em comboios.

Eduarda Talicy Jéssika Sisnando

Na tentativa de evitar que passageiros de Fortaleza fiquem sem transporte coletivo, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) uniu algumas linhas para que os trajetos sejam em comboios. Dimas Barreira, presidente do Sindiônibus, diz que, dessa forma, unificadas, as linhas conseguem operar de acordo com a capacidade da Polícia de dar segurança aos trajetos.

 

Entre a quarta-feira, 19, e ontem, foram 34 ataques em Fortaleza e na Região Metropolitana. Os alvos foram ônibus (21), agências bancárias (3), veículos ligados a órgãos e concessionárias do Governo do Estado (6), delegacias (3) e o antigo prédio da Guarda Municipal. O caso mais recente foi na manhã de ontem: um caminhão da Enel Distribuição foi incendiado em Maracanaú.

Em Maracanaú, caminhão da Enel Distribuição foi incendiado. Ninguém ficou ferido FOTOS EVILÁZIO BEZERRANo Terminal da Parangaba, também houve reforço no policiamento FOTOS EVILÁZIO BEZERRA

Nos corredores de transporte coletivo existe patrulhamento e, conforme Dimas Barreira, as linhas unificadas são as que circulam dentro de bairros. Ele não soube detalhar quais trajetos afetados e indicou que a assessoria de imprensa da entidade fosse contatada. Porém, nenhum dos telefones do setor foi atendido ontem. O POVO apurou que as escoltas estão acontecendo de acordo com o que é demandado pelo Sindiônibus.

Linhas de ônibus

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) garantiu que a frota funciona normalmente hoje e amanhã e que a operação montada com a Polícia deve permanecer. Ontem, conforme a empresa, a frota funcionou em ritmo de feriado, com 800 veículos — 44% do total. 

 

As ausências de algumas linhas foram percebidas por usuários ouvidos pelo 

O POVO durante a manhã nos terminais do Antônio Bezerra e da Parangaba. Nos dois locais e no Terminal da Lagoa, a movimentação era tranquila e havia reforço policial. 

As linhas que fazem ligação do Centro aos outros bairros foram suspensas ontem. De acordo com a Etufor, a mudança foi devido ao fechamento das lojas do Centro no feriado.

Caminhão 

O ataque ao caminhão da Enel aconteceu na rua Bárbara de Alencar com rua Doutor Oswaldo Rizzato, na Pajuçara, em Maracanaú. O fogo foi controlado pelo Corpo de Bombeiros. Um funcionário da empresa, que pediu para não ser identificado, conta que havia três trabalhadores na cabine do caminhão e dois no equipamento de apoio quando os criminosos chegaram. Os homens avisaram para os funcionários saírem do veículo e, em seguida, jogaram combustível e atearam fogo. 

 

Funcionários da empresa retiraram adesivos de outros veículos que estavam no local para tentar evitar novos ataques. Em nota, a Enel informou que os funcionários não se feriram e repudiou qualquer ato de violência. Perto do caminhão incendiado, há uma pichação com a sigla da facção Guardiões do Estado (GDE). A maioria dos ataques na Grande Fortaleza é atribuída ao grupo.

Leia mais

Unidade estaria em risco de conflito antes de transferência de presos

Dez bombas caseiras são apreendidas após tentativa de ataque a garagem

Grupo de Comunicação O POVO

LIMOEIRO DO NORTE-CE: Furto de veículos (caminhão e motos)

​ # FURTO DE VEÍCULOS (CAMINHÃO E MOTOS) # ​ ​ (LIMOEIRO DO NORTE/CE) ​ Hoje dia 24/10/17, (terça-feira), por volta das 04h30, foi vítima...