sexta-feira, 14 de abril de 2017

ALERTA Febre amarela avança e já está no vizinho estado do Piauí. O Ceará não está entre os estados brasileiros em áreas com recomendação de vacinação contra a febre amarela. No entanto, o Estado está em alerta para evitar que a moléstia, que já atingiu 330 municípios do País, chegue aqui.

O Ceará não está entre os estados brasileiros em áreas com recomendação de vacinação contra a febre amarela. No entanto, o Estado está em alerta para evitar que a moléstia, que já atingiu 330 municípios do País, chegue aqui. O avanço do surto de febre amarela em território nacional foi rápido e já chegou em territórios do Nordeste, em áreas do Piauí e da Bahia. Por isso, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) criou um protocolo para fazer o bloqueio da doença.

"A principal ação que o Ceará está fazendo é uma barreira de proteção para todo cidadão que sai daqui para essas áreas epidêmicas ou potencialmente epidêmicas e para aqueles que chegam em nosso território. Toda chegada ao Ceará hoje está sendo monitorada para observar potenciais sinais de alerta nessa população, para que a vigilância epidemiológica possa fazer o bloqueio com vacina. Já tivemos situações desse jeito no Ceará e foi muito efetivo", explica o titular da Sesa, Henrique Javi.

A preocupação, segundo o gestor, é com o vetor da febre amarela urbana, que é o mosquito Aedes aegypti, mesmo transmissor de dengue, zika e chikungunya. "Na realidade, a gente tem que ter uma consciência de alerta. Há três anos, acumulamos preocupação em relação a essa forma de transmissão viral, principalmente por vetores de insetos, notadamente o Aedes aegypti. Não podemos negligenciar, nem ente público, nem cidadão. As ações todas precisam ser comungadas", conclama.

A gravidade do surto - que já matou pelo menos 190 pessoas - só é amenizada porque todos os casos notificados são silvestres. As infecções ocorrem em zonas rurais e/ou mata. Se fosse a versão urbana, que não acontece desde 1942 no País, a preocupação seria ainda maior.

A diferença entre os dois tipos da doença é o vetor. Na cidade, é transmitida pelo Aedes aegypti. Na mata, são os mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes quem transmitem o vírus. Para o gerente da célula de vigilância ambiental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Nélio Moraes, a grande preocupação é que a enfermidade chegue ao ambiente urbano, fazendo do Aedes aegypti seu poderoso vetor. "Estamos tendo estudos sobre febre chikungunya, que hoje já mata mais que a dengue. Ele já está transmitindo três enfermidades e, com a febre amarela, pode agregar mais um vírus. Não temos essa convivência ainda no momento para dimensionar a capacidade desse vetor, que é imensa. Ele já desafiou a tudo e a todos. No entanto, se a corda apertar, temos vacinas".

Velocidade

A Vigilância, conforme Nélio, tem que estar atenta porque essas doenças têm uma velocidade e uma capacidade grande. "Há um cenário de globalização muito forte. Mas hoje se pode ter mecanismos de vigilância para diagnóstico precoce", aponta. Já o infectologista Robério Leite argumenta que não há motivo para pânico. Ele aponta que a localização geográfica e a ecologia do Ceará são uma barreira natural para a proliferação da doença no território.

"Não acho que seja uma situação de risco iminente. Mesmo havendo registro nos estados vizinhos, acho pouco provável que se consiga avançar como em Minas Gerais. Esse avanço vem pelas bacias hidrográficas. Essa via me parece que não temos. Também houve o bloqueio mais efetivo com a obrigatoriedade de vacina em algumas regiões", tranquiliza. No entanto, o infectologista alerta que é preciso manter a vacinação em dia, sobretudo para quem se desloca para regiões de surto. "Há um plano do Ministério da Saúde para voltar a se adotar a vacina da febre amarela no calendário vacinal das crianças no Brasil. Fecharia o cerco para a reemergência".

O secretário da Saúde, Henrique Javi, diz que, no momento, não há orientação para realizar imunização em massa no Estado. "Estamos esperando uma posição do Ministério sobre vacinação em massa. Parte da população do Ceará já foi vacinada em outro momento, o que dá certa segurança, mas tem uma população suscetível importante".

Conforme Javi, "existe uma discussão nacional que temos grave dificuldade em relação ao volume de vacina para imunização em massa. A maior parte do estoque de vacinas está sendo deslocada para regiões com suscetibilidade maior. Recebemos vacinas para cadeia de bloqueio. Tem um fato técnico impeditivo para esse tipo de ação".

Fique por dentro 

Ministério tem 9,5 mi de doses de vacinas

O Ministério da Saúde passa a adotar dose única da vacina contra a febre amarela para as áreas com recomendação de vacinação em todo o País. A medida é válida a partir deste mês de abril e está de acordo com orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A partir de agora, as pessoas que já tomaram uma dose não precisam se vacinar mais contra a febre amarela ao longo da vida.

O Ministério da Saúde conta com um quantitativo de 9,5 milhões de doses da vacina de febre amarela para todo o País. A vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados (Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina) com recomendação para imunização. Vale destacar que na Bahia, Piauí, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a vacinação não ocorre em todos os municípios. Além das áreas com recomendação, neste momento, também está sendo vacinada, de forma escalonada, a população do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Todas as pessoas que vivem nesses locais devem tomar uma dose da vacina ao longo da vida.

 

diariodonordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RIO DE JANEIRO Ator Dado Dolabella é preso por não pagar pensão alimentícia. Artista deve R$ 196 mil de pensão alimentícia a filho, segundo a polícia. Ao G1, Dado disse que valor pedido é de acordo com um contrato trabalho que não existe mais.

Por Patricia Teixeira, G1 Rio Dado Dolabella é preso por não pagar pensão alimentícia O ator Dado Dolabella foi preso no início da tarde...