quarta-feira, 26 de abril de 2017

CAÇANDO "PÃO DE MILHO" Polícia de Barbalha caça acusado de homicídio e apreende revólver e até munição de fuzil. Um revólver calibre 38 e munições calibres 12, 36, 38 e até de fuzil 762 foram apreendidos por volta das 09h30min desta quarta-feira em Barbalha.

Um revólver calibre 38 e munições calibres 12, 36, 38 e até de fuzil 762 foram apreendidos por volta das 09h30min desta quarta-feira em Barbalha. Inspetores da Delegacia local e de Jardim sob a coordenação do Delegado Juliano Marcula cumpriram Mandado de Busca e Apreensão expedido pela juíza de direito titular da 1ª Vara da Comarca de Barbalha, Alexsandra Lacerda Batista Brito. O objetivo é investigar a autoria de um homicídio praticado no dia 28 de agosto de 2016 naquele município.

Segundo o delegado, o acusado é Daniel Jacó Cruz do Nascimento, de 32 anos, apelidado por "Pão de Milho" e morador da Rua Jules Rimet (Bairro Santo André) em Barbalha. No guarda roupa de sua mãe, os policiais encontraram o revólver e partre das munições, enquanto no bar do seu pai, Deda Jacó, que funciona na estrada da Malhada no bairro Bela Vista, foram recolhidas mais munições incluindo a de fuzil. Nem ele e nem o pai foram encontrados.

Sua mãe foi levada para a Delegacia em virtude da arma de fogo, ouvida e posta em liberdade após o pagamento de fiança. O homicídio aconteceu na tarde do último dia 28 de agosto tendo como vítima o ex-presidiário Cícero Orlando dos Santos, de 39 anos, que residia na Rua L 14, número 108 (Bairro Cirolandia) em Barbalha. De acordo com o Delegado Juliano Marcula, ele se encontrava no Bar de Deda Jacó quando discutiu com “Pão de Milho”.

Esse teria adentrado o estabelecimento, apanhado um revólver e voltou efetuando os disparos contra Cícero que respondia por crimes de tráfico de drogas, danos e ameaça. Na época, quando prestou depoimento, o acusado negou a autoria delitiva. Agora, o delegado pediu à justiça os mandados com o objetivo de localizar a arma que será periciada. Ele aproveitou para colocar à disposição dos barbalhenses o WhatSapp 9.9762.5736 da Delegacia de Barbalha, a fim de receber qualquer tipo de denúncia.

Demontier Tenório

Nenhum comentário:

Postar um comentário

4,3 TONELADAS Apreensão de drogas neste ano supera todo 2016. Em contrapartida, permanece o aumento de pessoas assassinadas vítimas do tráfico de entorpecentes no Ceará.

Ontem, a delegada Ana Cláudia Nery e o delegado Lucas Aragão divulgaram as últimas operações da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas ( F...