quinta-feira, 13 de abril de 2017

CARUARU E REGIÃO Delegado e mais sete pessoas são denunciadas por morte de agente penitenciário. Agente penitenciário morreu após ser atingido pela arma que estava na cintura dele. De acordo com a Polícia Militar, ele estava na fila do banheiro em um encontro de motoqueiros quando foi espancado.

Arma de agente dispara na cintura e ele morre no Sertão de PE, diz PM

A Polícia Civil de Pernambuco confirmou na manhã desta quarta-feira (12) que o delegado Renato Gayão e mais sete pessoas foram denunciadas pela morte do agente penitenciário Charles de Souza Santos, que tinha 41 anos. O fato aconteceu no dia 21 de janeiro de 2017 em Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco.

A investigação que culminou com a denúncia contra o delegado foi feita pela 20ª Delegacia Seccional da cidade. O inquérito foi remetido ao Ministério Público, que aceitou a denúncia. De acordo com a Polícia, o delegado permanece no exercício das funções, até ulterior deliberação.

O caso 
O agente penitenciário morreu após ser atingido pela arma que estava na cintura dele. De acordo com a Polícia Militar, ele estava na fila do banheiro em um encontro de motoqueiros quando foi espancado. Durante a agressão, a arma disparou, conforme a PM (Veja o vídeo acima).

O agente foi atingido por um tiro na perna. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães, em Serra Talhada, e transferido para o Hospital São Vicente, no mesmo município, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 24 de janeiro. A PM informou que ele participava do 16º Encontro de Motociclistas, que era realizado na sede da AABB.

Após as imagens serem reveladas, o delegado Renato Gayão foi identificado. Ele foi ouvido e de acordo com o delegado Germano Souza Lima, confirmou que estava no bar quando ouviu a confusão. O G1 tentou contato com o delegado Renato Gayão, mas não obteve resposta.

"Ele foi até lá e quando chegou [ao local da agressão] viu a vítima sangrando e perto dela estava uma mulher. Ele falou ainda que acionou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros", afirmou Germano. Renato Gayão informou à Polícia Civil que não conseguiu identificar os agressores.

globo.com

© Copyright 2000-2017 Globo Comunicação e Participações S.A.

Atentado contra ex-coordenadora do Sistema Penitenciário seria represália de facções à transferência de presos

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017 4.941 Atualizado em 18/12/2017   As imagens são nítidas e mostram os criminosos com fuzis e ...