sábado, 8 de abril de 2017

CASO DÉBORA Resultado de DNA que pode comprovar se corpo encontrado é de Débora pode sair em 3 dias. Corpo em estado avançado de decomposição foi encontrado por garis em Fortaleza nesta sexta.

Mãe diz ter reconhecido corpo de criança como sendo o da filha Débora, de 4 anos

O resultado do exame de DNA que pode comprovar se o corpo da criança encontrado na manhã desta sexta-feira (7), no Bairro Dionísio Torres, é da menina Débora Lohany de Oliveira pode sair em três dias, de acordo com a mãe da menina desaparecida.

Segundo Daniele de Oliveira, mãe de Débora, após reconhecer a sandália que estava junto ao corpo, ela foi conduzida até a sede da Polícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), para os peritos recolherem material genético e fazerem comparação com o do corpo. A polícia informou para ela que o resultado sairá em 72 horas.

Caso seja comprovado que o corpo realmente é o de Débora, Daniele informou que a criança será velada no cemitério Jardim do Éden. Antes mesmo do resultado, Daniele afirma não ter dúvidas que é o corpo da filha. "É a Débora, é ela'', disse ao G1.

menina de quatro anos está desaparecida desde o dia 27 de março. A mãe relatou que a decomposição do corpo dificultou um possível reconhecimento das roupas da menina. O corpo, ainda não identificado, foi localizado por garis dentro de um terreno.

As delegadas Ivana Timbó, titular da Delegacia de Combate a Exploração de Criança e Adolescente (Dececa), Juliana Dalla Coletta, Patrícia Bezerra de Souza Dias Branco, titular da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) e Sandra Mara Veras Lima, da Divisão de Homicídios estiveram reunidas durante a tarde desta sexta, na sede da Dececa, para discutir sobre o caso.

© Copyright 2000-2017 Globo Comunicação e Participações S.A.

LIMOEIRO DO NORTE-CE​: ​Dois homens sofrem tentativa de homicídio no Centro.​

Informações extraoficiais dão conta de uma tentativa de homicídio, que veio a ocorrer no cruzamento das ruas Manoel Saraiva com a rua Padre...