sábado, 1 de abril de 2017

CRIME FRUSTRADO Bando já estava sendo investigado antes do ataque em Jaguaruana, afirma delegado. Jaguaruana viveu momentos de terror na madrugada deste sábado (1). Um grupo fortemente armado, que reunia de 20 a 25 homens, tentou assaltar duas agências bancárias da cidade.


Do Miséria

 

Jaguaruana viveu momentos de terror na madrugada deste sábado (1). Um grupo fortemente armado, que reunia de 20 a 25 homens, tentou assaltar duas agências bancárias da cidade. A ação, entretanto, foi frustrada pela rápida ação da Polícia Militar. De acordo com o delegado do Departamento de Polícia do Interior (DPI), Jocel Dantas, a resposta foi bem sucedida por conta do serviço de inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Ceará.

A quadrilha, segundo Jocel Dantas, já estava sendo monitorada e este trabalho contou com o apoio da Polícia Federal do Rio Grande do Norte. "Sabíamos da existência desse grupo e que eles estavam vindo arrombar um banco na região, só não sabíamos em qual cidade. Estava sendo tudo monitorado, tudo investigado", detalha.  O serviço de inteligência também detectou que a quadrilha era composta de indivíduos da Paraíba e Rio Grande do Norte. Eles já estavam atuiando em pequenas cidades do nordeste.

Operação

O delegado explica que o bando atacou a delegacia na tentativa de impedir o trabalho da polícia. Ao mesmo tempo, parte do grupo se dirigiu às agências do Banco do Brasil e Bradesco para "estourar" os caixas eletrônicos. Quando houve a explosão, a polícia interveio imediatemente e teve início o confronto. 

"Tentaram fugir, mas se sabe que hoje temos seis óbitos. Não sabemos se os que foram mortos são todos bandidos. Existe a versão de que um cidadão que não fazia parte da quadrilha morreu. Estamos investigando e temos que ser transparentes e apurar com fiel lisura. Sabemos que eram de 20 a 25 homens, cinco estão presos e tem um ferido no Hospital de Russas que está escoltado", explica Dantas.

Embora a Polícia ainda não reconheça a morte de um cidadão de Jaguaruana, moradores da cidade confirmam que uma das vítimas era morador da cidade, identificado como Francinildo, de cerca de 40 anos. De acordo com informações dos conterrâneos, ele retornava para casa de madrugada, após sair de uma seresta já tradicional na região. 

Jocel Dantas relatou ainda que foram apreendidas cinco armas, sendo dois fuzis, duas pistolas e uma espingarda com a quadrilha. Um dos integrantes do grupo foi levado pela Polícia para mostrar onde outros armamentos estariam escondidos.

Fonte: Diário do Nordeste

VAGAS ​Oportunidade de Emprego​ ​(Aracati, Limoeiro, Morada Nova e Russas)​ 24/10/2017 3ª Feira

VAGAS ​ Oportunidade de Emprego ​ ​ (Aracati, Limoeiro, Morada Nova e Russas) ​ 24/10/2017   3ª Feira   📅