quarta-feira, 19 de abril de 2017

ESTUPRO Ele foi preso esta semana sob a acusação de estuprar e transmitir doenças venéreas para o seu próprio filho de iniciais J. V. S. C., de 7 anos. A polícia apurou que o crime ocorria na residência da família, mas ainda não descobriu se a mãe tinha conhecimento.

Estupro no Cariri

 

O reciclador José de Arimateia Gomes de Carvalho, de 38 anos, residente no bairro Gangorra em Barro já se encontra à disposição da justiça na cadeia pública daquele município. Ele foi preso esta semana sob a acusação de estuprar e transmitir doenças venéreas para o seu próprio filho de iniciais J. V. S. C., de 7 anos. A polícia apurou que o crime ocorria na residência da família, mas ainda não descobriu se a mãe tinha conhecimento.

O fato chegou ao conhecimento da polícia por meio de um grupo de funcionários da Escola Francisco Francinaldo que esteve no Destacamento Militar de Barro denunciando o caso de abuso sexual. Eles souberam a partir de conversas da criança a qual contou aos professores que o pai costumava tocar nas suas partes íntimas. Junto com membros do Conselho Tutelar, os Sargentos Xavier e Marcelino e os Soldados Rodrigues e Junior foram até à residência do acusado.

Arimateia terminou conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Aurora, a fim de ser indiciado em Inquérito Policial por crime de estupro de vulnerável. Por coincidência, no mesmo dia, a polícia de Juazeiro prendeu Cícero Luciano Santana, de 40 anos, em sua residência na Rua Vereador António Braz, no bairro Limoeiro. Ele é acusado de estuprar a jovem de iniciais L. F da S., de 18 anos, cujo exame feito na Perícia Forense de Juazeiro foi positivo

Demontier Tenório

Turmas JBV tem início nesta quarta-feira(23)

JBV - Jovem Brigadista de Valor Alunos das escolas públicas foram convidados a participar do JBV que se iniciará nesta quarta-feira, ...