quinta-feira, 6 de abril de 2017

EM ENTREVISTA "Quem manda é a Polícia", diz Camilo. "Temos que botar os bandidos para correr do Ceará", afirmou em entrevista ao programa Rádio Repórter, da AM 810 Verdinha, o governador Camilo Santana, ontem.

"Temos que botar os bandidos para correr do Ceará", afirmou em entrevista ao programa Rádio Repórter, da AM 810 Verdinha, o governador Camilo Santana, ontem. Após considerar o enfrentamento da violência como o "maior desafio" de um gestor, ele completou o seu posicionamento reforçando que "bandido não vai mandar no Estado", pois, segundo ele, no Ceará "quem manda é a Polícia".

Reiterando o discurso já conhecido do secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, de não tolerar práticas criminosas, o titular do Executivo estadual continuou suas afirmações na mesma linha do delegado. "Como é que o Estado vai se render a bandido? Polícia não entra aqui nesse território. Que história é essa? Bandido na cadeia ou bandido para correr", disse Camilo.

Durante a entrevista, Santana ressaltou o desempenho do secretário. "É um homem que está fazendo um grande trabalho. Foi o perfil de secretário que eu queria ter no meu Governo. Acho que acertei e não tenho dúvidas de que nós estamos fazendo um grande trabalho".

Como estratégia para conter novos registros de violência no Estado, o governador anunciou a compra de equipamentos, como câmeras de videomonitoramento eletrônico e mais dois helicópteros que estão sendo financiados por um banco alemão. Ainda nas palavras do gestor, ficam garantidos também armamentos para todas as tropas. "Até o final do meu governo, todo policial terá sua arma".

Na contramão da crise econômica, Camilo diz que 300 novas viaturas serão entregues para Fortaleza e Região Metropolitana e 22 delegacias serão abertas no Interior. "Quero 2.800 novos homens ainda nesse ano na Segurança Pública", completa.

Pactuação

O governador defende uma "pactuação com o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e o Ministério Público (MPCE)". "Está com uns 15 dias que uma quadrilha famosa em Quixadá, os ´Pipoca´, foram soltos. Já são vários casos que se prendem bandidos e liminares soltam".

Do Miséria

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017. 4.004 Atualizado em 20/10/2017. Ceará pode fechar o ano com 5 mil assassinatos, um recorde da violência em sua história

SIRENE ABERTA Fernando Ribeiro Coincidência ou não? No mesmo dia em que o Estado incorpora mais 1.350 novos soldados aos quadros da Políc...