quarta-feira, 5 de abril de 2017

EM FORTALEZA Família de mãe de quatro filhos desaparecida há um ano pede solução do caso. Polícia afirma que o caso continua sendo investigado.


Por G1 CE

A família de Iraci Alves da Silva segue sem notícias e pede por solução do caso um ano após o desaparecimento da mulher, mãe de quatro filhos que sumiu depois de receber uma ligação do ex-companheiro, pai da filha mais nova, na época com dois anos. O argumento para o encontro seria o pagamento da pensão da filha.

Segundo Maria Liduína Alves da Silva, mãe de Iraci, a saudade da filha é constante e tem causado muito sofrimento. "Não tiro ela nenhum segundo do pensamento. Depois que ela sumiu minha vida acabou e não tem um dia que eu não chore", disse.

A suspeita dos familiares de Iraci é de que o ex-companheiro, inconformado com o fim do relacionamento, tenha dado um sumiço na filha, mas como nada ainda foi comprovado a mãe segue com a angústia da dúvida. "Tem hora que eu imagino que ela esteja por aí presa e não quer vir embora com medo de alguma coisa, depois eu penso que ele deu foi um fim na minha filha. Só Deus sabe!"

Maria Liduína ficou responsável pelos netos após o sumiço de Iraci, mas devido a dificuldades financeiras, as crianças acabaram se separando. "Três foram morar no interior com o pai, já a mais nova ficou comigo", afirma.

De acordo com a Polícia Civil do Estado do Ceará, o inquérito policial que investiga o desaparecimento de Iraci foi enviado para o Poder Judiciário, solicitando a prorrogação de prazo, mas até o momento o procedimento não havia retornado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza.

Ainda segundo a polícia, a DDN, responsável pelas investigações, realizou diversas diligências no sentido de elucidar o desaparecimento e segue investigando o caso.

Enquanto as respostas não aparecem, Maria Liduína segue com a esperança de um dia reencontrar Iraci. "O sonho da minha vida é dar um abraço bem forte na minha filha e eu vou dar, porque Deus é muito bom", declara.

globo.com

© Copyright 2000-2017 Globo Comunicação e Participações S.A.

MULHER É ASSASSINADA COM TIRO NA CABEÇA NA ZONA RURAL DE TIANGUÁ

Um crime de feminicidio ocorreu na tarde desta segunda (18), na localidade conhecida como “Sitio Laranjeiras”, na zona rural de Tianguá....