domingo, 16 de abril de 2017

EM (GO) Quíntuplos de Goiânia não resistem e morrem após o parto. Dois recém-nascidos morreram após o parto neste sábado (15). As outras três crianças estavam internadas em estado grave, mas não resistiram.

Reprodução/Arquivo Pessoal


A gravidez de Carla Divina Faria de Oliveira, 24 anos, virou assunto nacional. A técnica de enfermagem, moradora de Goiânia (GO), conquistou o país ao anunciar estar esperando quíntuplos, gerados sem qualquer tratamento artificial. A alegria da jovem, que já havia perdido um casal de gêmeos, entretanto, se transformou em tristeza, mais uma vez. Após o parto, neste sábado (15/4), dois bebês — uma menina e um menino — não resistiram às complicações e morreram.

PUBLICIDADE

As outras três crianças (todas meninas) estavam internadas em estado grave, sendo duas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas também não resistiram e vieram à óbito na madrugada deste domingo (16).

Quatro bebês já foram enterrados e o quinto será sepultado nesta manhã, em Nerópolis (GO). A avó materna das crianças disse que a filha está sob cuidados médicos.

Mais sobre o assunto

Após perder gêmeos, mulher descobre que está grávida de quíntuplos

A jovem estava internada desde segunda-feira (10/4), quando começou a sentir dores, na 23ª semana de gestação. O objetivo era que ela conseguisse esperar mais algumas semanas até o nascimento dos bebês.

De acordo com a mãe dela, Cirlene Faria Tavares de Oliveira, Carla começou a sentir contrações na madrugada de sábado e o parto foi realizado. Cada um dos recém-nascidos pesava cerca de 500 gramas.

Drama
Em fevereiro deste ano, o Metrópoles contou a história da técnica de enfermagem. Meses depois de perder gêmeos, em uma gestação anterior, um milagre fez com que ela superasse a tristeza: Carla descobriu que estava grávida de quíntuplos e de forma completamente natural.

Segundo a “Lei de Hellin”, usada para calcular a probabilidade de nascimentos múltiplos, a possibilidade de gerar cinco bebês naturalmente é de 1 para cada 65.610.000 nascimentos.

 

 

OPERAÇÃO SARATOGA Investigado pelo MPCE criou 'filial' do PCC em Caucaia. A principal atividade da organização criminosa era o tráfico de drogas, mas também praticava roubos e homicídios

O delegado Enéas Barreira foi preso, na deflagração da Operação "Saratoga", na manhã da última quinta-feira (14), e levado para ...