sexta-feira, 7 de abril de 2017

EM MENOS DE 24 HORAS Mais de 300 mil brasileiros foram afetados por promoção falsa que promete ovo de páscoa via WhatsApp. Campanha é similar a que afetou brasileiros e que usava o nome da Boticário.


Falso cupom que circula pelo WhatsApp
( PSafe/Divulgação )


Falso cupom que circula pelo WhatsApp
( PSafe/Divulgação )


Falso cupom que circula pelo WhatsApp
( PSafe/Divulgação )


Falso cupom que circula pelo WhatsApp
( PSafe/Divulgação )

Aproveitando a proximidade da Páscoahackers desenvolveram campanha falsa que promete um ovo de Páscoa grátis nas lojas Kopenhagen. De acordo com a PSafe, empresa brasileira de segurança e performance mobile, o golpe está sendo disseminado via aplicativos de mensagem, como o WhatsApp, e já afetou mais de 300 mil brasileiros apenas nas últimas 24 horas.

Segundo especialistas da companhia, a falsa campanha funciona de modo similar ao golpe, também alertado pela PSafe esta semana, que promete um cupom no valor de R$500 nas lojas O Boticário:  o usuário recebe, via mensagens de contatos conhecidos ou de algum grupo do WhatsApp, um convite para participar da promoção.

Ao clicar no link do falso voucher, a vítima é direcionada para uma página na qual deve responder a três perguntas relacionadas à marca, como, por exemplo, “você fez compras na Kopenhagen no ano passado?”. Após respondê-las, é incentivada a compartilhar o link do cupom com dez amigos ou grupos via WhatsApp para, a partir disso, ter acesso ao falso cupom que lhe dá direito a retirar um Ovo Língua de Gato nas lojas Kopenhagen.

Após o compartilhamento com amigos, o usuário é encaminhado para se cadastrar em sites maliciosos – que podem causar prejuízos financeiros - ou a baixar apps falsos, que podem infectar o smartphone e deixá-lo vulnerável a outros tipos de crimes virtuais. O ataque ainda conta com comentários falsos elogiando a promoção, com o intuito de validar o golpe como, por exemplo, “acabei de receber o meu”.

“Essa falsa campanha apresentou uma rápida curva de crescimento na quantidade de acessos nas últimas 24 horas, o que nos leva a crer que os cibercriminosos estão fazendo sua divulgação por meio de propagandas incentivadas em outras plataformas além do aplicativo de mensagens instantâneas”, comenta Emilio Simoni, gerente de Segurança da PSafe.

Para não se tornar uma vítima de hackers, a PSafe alerta os brasileiros sobre a importância de terem em seus dispositivos móveis um antivírus com a função ‘antiphishing’ instalada, garantindo desta forma uma navegação segura na internet já que campanhas falsas utilizando a reputação de grandes marcas no Brasil não param de crescer. “Para se ter uma ideia, nosso aplicativo PSafe Total remove mais de 130 mil ameaças de malwares e bloqueia cerca de 500 mil páginas maliciosas por dia”, alerta Simoni.

Além disso, é aconselhável adotar um comportamento preventivo ao navegar na internet. A PSafe recomenda, por exemplo, manter o sistema operacional dos smartphones sempre atualizado, só fazer download de apps em lojas oficiais, como a Google Play, e desconfiar de promoções exageradas que chegam por mensagens, checando sempre se a promoção é real ao entrar em contato diretamente com a empresa.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.