terça-feira, 4 de abril de 2017

EM TRÊS OPERAÇÕES Polícia Civil apreende 65kg de drogas e prende cinco suspeitos. Entre os presos, está um foragido de um presídio, onde se encontrava por ter matado um policial militar em 2015.


Neilton Silva Figueiredo, Mazola Pereira da Costa, Luiz Frutuoso Lima, Francisco Rafael Custodio e Arimateia Soares Duarte foram presos em operações da DCTD
( Foto: Fabiane de Paula )


Diretora da DCTD, Patrícia Bezerra, e delegados Lucas Aragão e Anna Cláudia Nery apresentaram os resultados das operações da Especializada, que somaram 65kg de drogas apreendidos
( Foto: Fabiane de Paula )

Cinco suspeitos foram presos e cerca de 65kg de drogas, apreendidos, em três operações da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), da Polícia Civil, em Fortaleza, na semana passada. Entre os presos, está um foragido de um presídio, onde se encontrava por ter matado um policial militar. Os resultados das investigações foram apresentados em coletiva de imprensa, realizada nesta terça-feira (4).

A principal operação da Especializada apreendeu 51kg de drogas e prendeu três homens, na última sexta-feira (31), em dois pontos da capital cearense. Na divisa entre Fortaleza e Maracanaú, a Polícia prendeu Mazola Pereira da Costa, conhecido como 'Márcio Magneto', 47, com 50kg de maconha, 360g de crack e 75g de cocaína. Ele já tinha passagens na Polícia por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e crimes ambiental e contra o patrimônio público.

Na Praia do Futuro, foram presos Francisco Rafael Custódio, 19, que atuaria como 'correria' (entregador de drogas) de 'Márcio Magneto' e não tinha antecedentes criminais; e Luiz Frutuoso Lima, 64, que seria o último vendedor até a droga chegar aos usuários e já possuía passagens na Polícia por tráfico de drogas, furto de veículo e roubo de carga.

O trio foi levado à sede da DCTD para ser autuado pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Suspeito de matar PM é recapturado

A segunda operação da Especializada foi executada no bairro Vila Manoel Sátiro, no último dia 27 de março, e devolveu o foragido da justiça Arimateia Soares Duarte, 30, à cadeia. Ele foi preso com 400g de maconha e 60 comprimidos de artane (droga conhecida como 'aranha', bastante utilizada para o golpe 'Boa Noite Cinderela'). 

Arimateia tentou fugir e, ao ser capturado, apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no nome de João Paulo Sousa Lima. Levado à DCTD, a Polícia descobriu que se tratava do homem que fugiu da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL II), em Itaitinga, em 2 de julho do ano passado, antes de ser julgado por um latrocínio (roubo seguido de morte) que resultou na morte do cabo José Marques Ferreira, da Polícia Militar, em 14 de novembro de 2015. Agora, ele também responderá por tráfico de drogas, uso de identidade falsa e resistência.

Cabo Marques, como era conhecido, tentou impedir um assalto à uma casa lotérica situada na Avenida Lineu Machado, no bairro Jóquei Clube, e foi alvejado com dois tiros no abdômen e um na perna. Arimateia participou da ação criminosa e seria o dono da arma que foi utilizada por um comparsa para disparar os tiros contra o policial militar.

Dono de lava-jato é preso

Na quarta-feira (29), a DCTD realizou operação no Lagamar, onde o alvo era o dono de um lava-jato localizado na Rua Floro Bartolomeu, Neilton Silva Figueiredo.

Neilton foi seguido até um supermercado, no bairro Joaquim Távora, onde foi preso com 13kg de maconha no banco traseiro de um veículo.

A Polícia investiga se o lava-jato é um estabelecimento de fachada, que funciona como ponto de venda de drogas. O suspeito preso, que não tinha antecedentes criminais, foi autuado pelo crime de tráfico de drogas.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.

UNILAB Suspeito de atirar em estudante deve se entregar nas próximas horas, afirma Polícia. Homens do Batalhão de Baturité estão de campana em Alto Santo Antônio, em Redenção, onde fica a suposta residência do acusado.

por Redação Diário do Nordeste Karliano e a estudante Thaislane Marcelino de Oliveira tiveram um namoro conturbado entre um e dois anos - ...