sábado, 22 de abril de 2017

FORTALEZA Variação do litro da gasolina chega a R$ 0,45. A variação do litro da gasolina em Fortaleza é de R$ 0,45. Alguns postos da Capital aplicam os preços de R$ 3,89, enquanto outros estabelecimentos mantém o valor em R$ 3,44.


Variação de preço de R$ 0,45 (Foto Átila Varela / O POVO)

Átila Varela

 

A variação do litro da gasolina em Fortaleza é de R$ 0,45. Alguns postos da Capital aplicam os preços de R$ 3,89, enquanto outros estabelecimentos mantém o valor em R$ 3,44.

 

Em um posto na Rua Padre Valdenivo, é possível encontrar gasolina vendida a R$ 3,59. “Os preços são foram alterados. Mas a partir de segunda-feira mudaremos por causa do aumento nas refinarias da Petrobras”, disse o gerente da unidade que não quis se identificar. Ele explica que o preço de compra hoje das distribuidoras está em R$ 3,32. A próxima remessa que irá receber, contudo, seguirá com reajuste de R$ 3,44 a R$ 3,50. “Aplicar um preço abaixo da nota se torna impraticável. Ficamos no vermelho”, afirma.

 

Outro estabelecimento localizado na Avenida Barão de Studart reajustou os preços na última sexta-feira para R$ 3,89. Antes estava em R$ 3,48. A gerente Analice Paiva diz que o valor não foi motivado pela onda de ataques a ônibus em Fortaleza. “Em duas ou três ocasiões ao ano, os postos trabalham com uma margem de lucro quase zero. Querem estimular a concorrência. E como os grandes postos também começaram a passar o aumento, seguimos a tendência. Não tem relação com a violência, mas com esse reajuste da Petrobras”, explica.

 

O posto mais em conta, localizado na Avenida Antônio Sales, com gasolina a R$ 3,44, deve manter o preço até domingo. “Esse valor é da última remessa de combustíveis que pedi na quinta-feira (20). A próxima que chegar ao posto já terá o aumento. Não há dúvidas que teremos de passar o valor para as bombas”, disse o proprietário.

 

Se a revisão dos preços dos combustíveis aplicados pela Petrobras nas refinarias fosse modificada sem eventuais repasses de distribuidoras e revendedores, a gasolina subiria em média 1,2%, ou R$ 0,04 por litro. Já o diesel teria variação de 2,9%, ou R$ 0,09 por litro.

 

Procurado pelo O POVO, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos) informa que não tem a competência nem a missão de formar ou informar preços de combustíveis. “Essa função é de cada revendedor, que conhece os custos de operação da sua atividade. O mercado é livre e se autorregula”, disse a instituição.

 

Aumento injustificável

 

O aumento do preço da gasolina em Fortaleza é injustificável. Assim avalia Bruno Iughetti, especialista em petróleo e gás. “Não existe justificativa que proceda esse aumento na rede de distribuição do Ceará. Não há uma legislação que exerce controle de preços, pois o mercado é livre. Mas deve se pensar na questão da ética e do bom senso nos negócios”, afirma.

 

O reajuste aplicado pela Petrobras dificilmente seria sentido no mesmo dia pelo consumidor. “Não é possível reajustar o preço na refinaria na quinta-feira (20) e repassar de imediato para as bombas de combustíveis. O aumento pode acontecer, mas isso vai depender do estoque de cada um”, argumenta.

 

No entanto, a alteração dos preços é precipitada. “O aumento seria aplicado com o tempo de forma fracionada, com as distribuidoras passando de maneira gradual os valores para o consumidor. A mudança ocorreu de maneira abrupta”, considera.

 

O especialista também explica não ter relação entre os ataques a ônibus em Fortaleza na semana e o aumento dos preços dos combustíveis. “Não vejo relação alguma entre os fatos. Não é sábio atribuir esses efeitos da problemática da ordem pública ao aumento”, finaliza.

Grupo de Comunicação O POVO

EXCLUSIVO: Preso em Fortaleza traficante chefe do Comando Vermelho em Santa Catarina

Leandro Madalena Schlosser, 27 ano, foi capturado ao chegar em seu apartamento, no Cambeba   Uma operação conjunta do Batalhão de P...