quarta-feira, 26 de abril de 2017

MARIA DA PENHA Seis casos de ameaças e agressões contra mulheres em Missão Velha, Juazeiro, Crato e Várzea Alegre. Neste último município a polícia prendeu Francisco Raimundo da Silva Filho, de 33 anos, acusado de agredir a socos e pontapés sua esposa Francilene dos Santos Vieira, de 25 anos.

Nos últimos dias o plantão policial registrou seis casos de violência contra a mulher no Cariri, sendo dois em Juazeiro, outros dois em Crato e os demais em Várzea Alegre e Missão Velha. Neste último município a polícia prendeu Francisco Raimundo da Silva Filho, de 33 anos, acusado de agredir a socos e pontapés sua esposa Francilene dos Santos Vieira, de 25 anos. O caso aconteceu no Sítio Carnaúba dos Vasques e o mesmo foi levado à delegacia pelos Sargentos Gildécio, Joelcio e Wagner e o Soldado Duarte.

Por volta das 15h30min desta terça-feira, porém na Rua Valdemizio de Brito (Triângulo) em Juazeiro, militares do Ronda do Quarteirão prenderam Almir de Freitas Silva, de 26, por ameaçar sua ex-companheira Cícera Maria, de 20 anos, com um estilete. Quatro horas depois equipe da FTA Motos de Crato esteve na Rua Antonina do Norte, 568 (Bairro Vila Alta), onde prendeu Luiz Carlos Aquino da Silva, de 47, acusado de ter chegado em casa embriagado e quebrando os pertences de sua mãe Maria Nazaré da Silva, de 73 anos.

Bem antes, Maria Luzia Matias da Silva, de 18 anos, residente na Rua Padre José Otávio no centro de Várzea Alegre, denunciou seu companheiro à polícia. Ela disse ter sofrido agressões físicas e psicológicas por parte de Fábio Hengler de Souza, o “Fumaça”, que já responde por crimes de trânsito e furto. Enquanto isso, na Rua Manoel Barreto (Aeroporto) em Juazeiro, militares do Ronda do Quarteirão prenderam Ronaldo Pereira, de 35 anos, por agredir sua companheira Maria E. N. Lima, de 20 anos, residente no bairro São José

Finalmente, no Sítio Riacho Seco (Distrito de Romualdo) em Crato, militares do POG (Policiamento Ostensivo Geral) prenderam Espedito Isidro de Morais, de 52 anos. Ele tentou estuprar sua irmã Cícera Sandra Furtado Moraes, de 41 anos, que correu após vê-lo despido. A mesma foi perseguida até à casa de sua irmã e o acusado tentou agredir aas duas com um cavador. A patrulha da PM foi recebida à pedradas, mas conteve Espedito e o levou para a Delegacia de Crato.

Demontier Tenório

AGRESSÃO EM ESCOLA Promotora pedirá internação de estudante que agrediu professora em Santa Catarina. Como o aluno é reincidente, ela planeja "uma medida mais dura". O caso ocorreu nesta segunda-feira (21)

por Folhapress Marcia Friggi dá aulas de português em mais de uma escola de Indaial, há 12 anos. Ela ficará sete dias em casa, de atestado...