segunda-feira, 17 de abril de 2017

MORTES NO CARIRI Feriadão da Semana Santa com 15 mortes violentas no Cariri ou 26,6% a mais que o ano passado. O feriadão da Semana Santa teve o registro de 15 mortes violentas em doze municípios da região do Cariri ou 26,6% a mais que as 11 mortes do ano passado.

O feriadão da Semana Santa teve o registro de 15 mortes violentas em doze municípios da região do Cariri ou 26,6% a mais que as 11 mortes do ano passado. Neste, foram seis vítimas fatais em acidentes de trânsito, quatro homicídios, duas quedas, um caso de afogamento, uma vítima de incêndio e outra da explosão de um botijão de gás. Dois corpos necropsiados eram de Juazeiro, mais dois de Milagres, outros dois de Crato e os demais de Porteiras, Jardim, Várzea Alegre, Salitre, Brejo Santo, Barbalha, Missão Velha, Aurora e Abaiara

Por volta das 20 horas ainda de quinta-feira Jauelisson Dantas Araújo, de 28 anos, que residia na Rua Manoel Tavares Lopes, 154 (Frei Damião) em Juazeiro, foi morto a tiros na cabeça e tórax perto da Zenir Móveis no bairro São José por um homem que fugiu numa moto de cor preta. A vítima respondia por assaltos e já tinha sido vítima de dois atentados à bala, sendo um deles em dezembro de 2011, no Bar do Renan na Avenida Padre Cícero (Triângulo) e outro no dia 9 de abril.

Já às 7 horas de sexta-feira morreu no Hospital Regional do Cariri Aloísio Lira Dantas, de 56 anos, que residia na Rua Socorro Norões Mota, 171 (Triângulo) em Juazeiro. Ele se encontrava internado desde que caiu da carroceria de um veículo e se constituiu na nona morte em consequência de acidente este ano em Juazeiro. Após a necropsia, o corpo foi trasladado por familiares ao município de Catolé do Rocha (PB), terra natal da vítima.

Cerca de duas horas depois Luiz Joaquim Evangelista, de 55 anos de idade, que residia na Rua Joaquim Aquino, 1328 em Jardim morreu no Hospital Regional do Cariri em Juazeiro. Ele tinha sofrido uma queda na sua residência quando terminou socorrido ao HRC, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e faleceu.

Às 11h30min, na CE-347 que liga Porteiras a BR-116, houve um acidente no Sítio Muquém em Porteiras. O jovem Luan Vieira Alves, de 24 anos, residia naquela localidade e dirigia um veículo Caravan de cor bege quando derrapou na areia existente na rodovia estadual, perdeu o controle do carro e capotou às margens da estrada. O rapaz ficou preso às ferragens de onde foi retirado e socorrido em uma ambulância do SAMU ao Hospital Geral de Brejo Santo, mas faleceu pouco depois.

Exatamente três horas após, numa passagem molhada no Sitio Alves (Distrito de Ibicatu) distante 28 Km para o centro de Várzea Alegre, o agricultor Antonio Chagas  Santana, de 46 anos, ali residente, morreu afogado. Segundo testemunhas, a vítima tinha ingerido bebidas alcoólicas e tomava banho com diversas outras pessoas quando, em determinado momento, mergulhou e não voltou à superfície. O corpo foi encontrado por um adolescente o qual retirou das águas com a ajuda de populares.

Por volta das 18h30min ainda de sexta, na BR-116 perto da Rodoviária de Milagres, houve uma colisão de carros causando a morte de Ney Costa Dória, de 67 anos, que residia em Barro e dirigia um Peugeot de cor cinza e placas de Niterói (RJ). Ele viajava sozinho na direção de casa e teria derivado para a contramão batendo numa Nissasn Frontier de cor prata e placas de Brejo Santo. Na caminhonete estavam cinco pessoas e três escaparam ilesas. Francisco dos Santos, de 49, e Virgílio Sales Ramos, de 43 anos, moram no Sítio Dois Riachos em Brejo Santo e foram socorridos ao Hospital de Milagres com escoriações pelo corpo.

Aos 30 minutos da madrugada de sábado, na CE 187 que liga Salitre e Araripina (PE), Antonia Vanessa Rodrigues Barbosa, de 21 anos, que residia na Avenida João Libano Leite no centro de Salitre, morreu num acidente. Ela viajava na garupa da moto Yamaha Factor 125 preta pilotada pelo companheiro e agricultor Cleberson Alves Santos, também de 21 anos. O mesmo perdeu o equilíbrio na curva do Sítio Batinga e foi socorrido ao Hospital Santo Antônio de Barbalha com traumatismo craniano.

Já às 10 horas o líder sindical Luís César Santiago da Silva, de 39 anos, o “Cabeça do Sindicato”, foi morto a tiros na Estrada do Trevo no Sítio Lagoa do Mato em Brejo Santo. Uma pessoa que o acompanhava saiu lesionada pelos assassinos os quais fugiram num veículo de cor preta. Ele era do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem e um dos líderes nas obras do Porto do Pecém em São Gonçalo do Amarante por cujo município foi candidato a vereador pelo PMB, mas não obteve êxito.

Por volta das 23h30min ainda de sábado morreu em um dos leitos do Hospital Regional do Cariri a aposentada Nair Maciel dos Santos, de 70 anos. Ela foi vítima de um incidente quando o botijão de gás explodiu em sua casa na Travessa São Bento em Crato. A mesma terminou socorrida por familiares ao HRC, mas faleceu em virtude da gravidade dos ferimentos.

Às cinco horas da madrugada deste domingo Luzia Miguel da Silva, de 93 anos, que morava sozinha na Rua Antonio Bárbara do Nascimento, 31 (Bairro Francisca do Socorro) em Milagres, morreu completamente carbonizada. Vizinhos notaram o fumaceiro a partir da casa dela e acionaram a polícia que adentrou o imóvel e tratou de debelar as chamas com baldes de água evitando que se alastrassem. Dona Luzia era paraibana e muito católica, sendo que costumava orar e acender velas antes de dormir podendo ter sido a causa do incêndio.

Quatro horas depois morreu no Hospital Santo Antonio de Barbalha Francisco Raimundo Daniel, de 37 anos, que residia na Rua L6 (Bairro Cirolandia) naquele município. Ele sofreu uma queda em sua residência e foi socorrido ao hospital onde houve o diagnóstico de traumatismo craniano causando a morte do paciente.

Já às 15h30min, na CE-293 que liga Missão Velha e Barbalha, o agricultor Cícero Ezequiel Firmino, de 48 anos, que residia na Avenida Coronel José Dantas (Bairro Cidade de Deus) morreu após colidir sua moto contra uma Scania de cor branca. Ele tinha discutindo com sua mulher quando apanhou a moto Honda CG 150 de cor preta e partiu em alta velocidade batendo na Scania carregada de cimento perto do hospital de Missão Velha. O motorista residente em Mossoró (RN) permaneceu no local.

Por volta das 17 horas mais um acidente com vítima fatal foi registrado na BR-116 precisamente no retorno que dá acesso à cidade de Aurora. O pedreiro Odacir Ferreira da Silva, de 46 anos, que residia no bairro Gangorra em Barro, pilotava sua motocicleta quando bateu num veículo Corolla de cor prata e morreu no local. A ocorrência foi atendida por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Posto de Milagres.

Às 20 horas morreu em um dos leitos do Hospital Regional do Cariri em Juazeiro José Venerando da Silva Nascimento, de 57 anos. Ele residia em Abaiara, onde foi vítima de espancamento na última segunda-feira, dia 10 de abril, e terminou socorrido por familiares ao HRC. Todavia, faleceu seis dias depois em virtude da gravidade dos ferimentos.

Cerca de meia hora depois o estudante Lúcio Carlos da Silva, de 22 anos, que residia na Rua Álvaro Bomilcar (Seminário) em Crato, foi morto a golpes de faca. O crime aconteceu após uma briga com outros rapazes na Rua Tenente Antônio João daquele bairro. Um deles sacou uma faca e desfechou vários golpes causando sua morte no local, onde esteve o pessoal do SAMU que apenas constatou o óbito. Os acusados fugiram.

Demontier Tenório

LIMOEIRO DO NORTE-CE​: ​Dois homens sofrem tentativa de homicídio no Centro.​

Informações extraoficiais dão conta de uma tentativa de homicídio, que veio a ocorrer no cruzamento das ruas Manoel Saraiva com a rua Padre...