sexta-feira, 28 de abril de 2017

PRAIA DO FUTURO Polícia Federal multa barraca de praia em Fortaleza onde ambulante foi agredido. Empresa deixou de notificar a agressão na delegacia, diz Polícia Federal. Advogado da empresa diz que não foi notificado.

Crocobeach afasta funcionários que aparecem em vídeo agredindo vendedor ambulante

A Polícia Federal realizou uma operação de fiscalização nas barracas da Praia do Futuro após o caso de agressão a um vendedor ambulante no fim de semana passado. De acordo com a Polícia Federal, não foram constatadas irregularidades na contratação de segurança particular, mas a barraca Crocobeach, onde houve a agressão, foi multada em R$ 1.250 por não ter notificado à Delegacia de Controle de Segurança Privada da Polícia Federal sobre o caso.

O advogado da empresa, Rafael Gazineu, afirmou que não foi notificado sobre a multa, mas ressalta que, durante a fiscalização, não foram apontadas irregularidades na barraca.

"Foi constatado que a empresa tem autorização da Polícia Federal para utilizar serviço de segurança privada na modalidade orgânica, ou seja, quando a própria empresa possui seu corpo de vigilantes sem a necessidade de terceirização dos serviços, a referida autorização encontra-se válida até setembro do corrente ano", diz a Polícia Federal, em nota.

A operação de fiscalização nas barracas de praias de Fortaleza vai continuar até segunda-feira, 1º de maio.

Ainda segundo a Polícia Federal, o proprietário da Crocobeach informou aos policiais que realizaram a operação que o funcionário que aparece nas imagens agredindo o ambulante está afastado e será demitido.

Agressão a ambulante

O ambulante foi agredido por supostos seguranças da barraca na Praia do Futuro. Um vídeo que viralizou nas redes sociais mostra o momento da agressão que ocorreu no fim da tarde de sábado (22) na barraca Crocobeach. (veja vídeo acima)

Nas imagens, é possível ver quando o ambulante discute com três homens. Ele recua e, depois, é cercado. Um deles, de camisa cinza e boné preto, chega a dar socos no ambulante. Poucos segundos após, outro homem, de camisa preta e óculos escuros, dá uma cotovelada no rosto do vendedor e ele cai. Os homens se afastam, e uma mulher ajuda o ambulante a levantar, pegar o carrinho de picolé e ir embora.

SAIBA MAIS

Ambulante é agredido em barraca na Praia do Futuro

MPF pede multa a barraca por impedir comércio na Praia do Futuro e ambulante foi agredido

Barraca afasta funcionários suspeitos de agressão a ambulante na Praia do Futuro, em Fortaleza

globo.com
© Copyright 2000-2017 Globo Comunicação e Participações S.A.