quinta-feira, 27 de abril de 2017

SOLENIDADE Policiais militares que enfrentaram bandidos são homenageados por bravura. Cinco policiais militares foram homenageados, nesta quarta-feira (26), em uma solenidade no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Fortaleza. Os cinco foram condecorados por bravura, receberam a comenda Alferes Tiradentes e três deles foram, ainda, promovidos.


Cabo Bezerra, sargento Campos e soldado Michelly, sobreviventes da chacina de Juatama, promovidos

Secretário André e comandante Viana com os soldados Ramires e Arruda, condecorados por bravura

Secretário homenageia soldado Ramires, que trocou tiros com bandidos dentro de agência de passagens

Comandante Viana, homenagem ao soldado Arruda, que trocou tiro com assaltantes no Montese

Coronel-comandante Ronaldo Viana e o secretário André Costa, homenagem ao titular da SSPDS

Cabo Bezerra, soldado Michelly, coronel-comandante adjunto Adriano, sargento Campos

Cinco policiais militares foram homenageados, nesta quarta-feira (26), em uma solenidade no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Fortaleza. Os cinco foram condecorados por bravura, receberam a comenda Alferes Tiradentes e três deles foram, ainda, promovidos.

O sargento João Alves Campos, o cabo José Ribamar Bezerra Júnior e a soldado Michelly Pereira Mariano são sobreviventes de uma chacina e seqüestro de policiais militares ocorridos em 30 de junho do ano passado, no Município de Quixadá, na Região do Sertão Central (a 154Km de Fortaleza).

Os três são destacados no 9º Batalhão da PM e foram acionados para uma ocorrência de bandidos fortemente armados que estavam no Distrito de Juatama em busca de interceptar e assaltar um carro-forte. Nas buscas, os militares sofreram uma emboscada. Três PMs acabaram mortos a tiros de fuzil. O sargentoCampos foi atingido com um tiro de fuzil na perna, enquanto o cabo José Ribamar Bezerrae a soldado Michelly Mariano acabaram sendo rendidos e levados como reféns na própria viatura.

Os três foram promovidos por ordem do comandante-geral da PM, coronel Ronaldo Viana e, na tarde de ontem, receberam as homenagens, com comendas e novas divisas.

Bravura

Já os soldados Alexandre Arruda Silva e Pietron Ramires Sousa da Silva foram também condecorados por ações de bravura distintas em Fortaleza.

No dia 12 de abril do ano passado, mesmo estando de folga, o soldado Ramires reagiu a um ataque de assaltantes numa loja de vendas de bilhetes de passagens de uma empresa de transporte intermunicipal, no bairro Messejana. Sozinho, ele enfrentou uma quadrilha, trocou tiros com os bandidos e impediu o assalto. Dois dos assaltantes foram baleados pelo PM e presos. A ação foi toda filmada pelas câmeras instaladas no local.

Já o soldado Alexandre Arruda matou um bandido e feriu outro na manhã do dia 14 de outubro do ano passado. Ele era o motorista de uma viatura administrativa da PM que tinha no comando o então tenente Marcos Paulo Lira Ribeiro (foi promovido após a morte ao posto de capitão). O oficial, fardado, entrou numa loja de celulares no bairro Montese, sem saber que naquele exato momento estava ocorrendo um assalto.

Ao perceberem a chegada do militar, os bandidos começaram a atirar. O tenente Marcos Paulo acabou atingido com vários tiros e morreu na calçada da loja. O soldado Arruda, que estava fora da loja, agiu rapidamente, trocou tiros com os assaltantes, matando um deles e ferindo o segundo, que acabou preso.

Na solenidade de ontem, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, delegado  federal André Costa, ressaltou o papel  do policial na defesa da sociedade. “Policial não é violento. Ele sai de casa para exercer o seu papel e defender a sociedade. Sai sem saber se voltará vivo. Violento é o bandido.” E completou: “Há situações em que policiais vão além de sua obrigação.”

Jornalista Fernando Ribeiro Copyright 2016

VAGAS Oportunidade de Emprego (Aracati, Limoeiro e Russas) 18/10/2017 4ª Feira

VAGAS Oportunidade de Emprego (Aracati, Limoeiro e Russas) 18/10/2017   4ª Feira   📅