quarta-feira, 31 de maio de 2017

BRASIL Delegado que investigou morte de Teori Zavascki é morto a tiros. Adriano Soares estava em Florianópolis com outro delegado federal participando de um curso. Os dois se envolveram em uma confusão numa casa noturna.

  

 
 Benny Cohen /


Morte do ministro Teori Zavascki era investigada pelo delegado assassinado
(foto: Arquivo/Correio Braziliense)

O delegado Adriano Antônio Soares, que chefiava a Polícia Federal em Angra dos Reis (RJ), foi morto a tiros em Florianópolis (SC) na madrugada desta quarta-feira.

 

Ele investigou, em janeiro passado, amorte do ministro Teori Zavascki,  responsável no Supremo Tribunal Federal (STF) pela Lava-jato. O inquérito agora está em Brasília, presidido por outro delegado.

 

Com Adriano, estava outro delegado federal, Elias Escobar, morto nas mesmas circunstâncias. Os dois viajaram à cidade para um curso.

Eles se encontravam em uma casa noturna, no bairro Estreito, que fica na área continental da capital catarinense, e não estavam a serviço.


© Copyright 2001-2017 S/A Estado de Minas. Todos direitos reservados.

CEARÁ 17 celulares roubados têm bloqueio solicitado por dia no Ceará.

Lívia Priscilla A Polícia Civil do Ceará registrou 6.162 pedidos de bloqueio de aparelhos celulares por furto ou roubo, de janeiro ao iní...