quinta-feira, 11 de maio de 2017

CARTA AO GOVERNO Governadores do NE pedem apoio do governo federal e criação de Plano Nacional de Segurança. Gestores da região cobram apoio do Governo Federal no combate à violência, além da ampliação dos presídios federais de segurança máxima e uma discussão sobre a implantação de bloqueadores do sinal de celular nos presídios.


A assinatura do documento aconteceu no 7º Encontro dos Governadores do Nordeste, que aconteceu em Salvador
( Reprodução Facebook )

Sete governadores do Nordeste assinaram nesta quinta-feira (11), em Salvador (BA), uma carta cobrando mais apoio do Governo Federal no combate à violência. No documento proposto por Camilo Santana (PT-CE), os gestores cobraram a criação de um Plano Nacional de Segurança, com orçamento próprio, para ajudar no melhor aparelhamento das polícias estaduais.

"Não basta só a presença da polícia na rua. É preciso também investigação, colocar os mandantes dos crimes na cadeia, assim como o julgamento deles, para que não haja impunidade. É essa reorganização que precisa ser feita em conjunto com o Governo Federal", disse Camilo Santana.

A assinatura do documento aconteceu no 7º Encontro dos Governadores do Nordeste, que aconteceu na capital baiana. Na carta, os gestores estaduais dizem que é "imprescindível e urgente alertar o Governo Federal sobre o problema que tem afligido milhões de habitantes e cobrar ações práticas da União", ressaltando também que o combate à violencia na região está cada vez mais desafiador

Além do Plano Nacional, os governadores também propuseram a ampliação dos presídios federais de segurança máxima, com o objetivo de isolar os principais líderes de facções, além de uma "urgente discussão" com os estados, Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a implantação de bloqueadores do sinal de celular em todos os presídios do País.

Ao todo, assinaram o documento os governadores Rui Costa (BA), Camilo Santana (CE), Wellington Dias (PI), Robinson Faria (RN), Flávio Dino (MA), Renan Filho (AL) e Ricardo Coutinho (PB), além do vice-governador de Sergipe, Belivaldo Chagas. A expectativa é que os gestores voltem a se reunir, na próxima semana, com as bancadas do Nordeste na Câmara Federal e no Senado para tratar do tema.

Confira todas as propostas dos governadores:

1. A criação de um Plano Nacional de Segurança, com orçamento próprio, com fonte e valor definido e não contingenciado, para ajudar no melhor aparelhamento das polícias estaduais, a partir de discussões e sugestões dos estados, de forma a garantir apoio a cada ente na federação no efetivo combate ao tráfico de drogas e às organizações criminosas; 

2. Ampliação dos presídios federais de segurança máxima, de forma a isolar os principais líderes de organizações criminosas e para que esses presos possam cumprir suas penas integralmente nas unidades federais; 

3. Iniciar uma urgente discussão com os estados, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal sobre a implantação de bloqueadores do sinal de celular em todos os presídios do país, pela constatação de que boa parte dos crimes praticados recebem ordem e orientação de dentro das unidades penitenciárias;

4. Estimular o Congresso Nacional a rediscutir as leis penais, compreendidas pela sociedade como uma das causadoras da impunidade que estimula os criminosos e indigna a população.

5. Debate, no âmbito do Conselho Nacional de Justiça e Conselho Nacional do Ministério Público sobre o funcionamento do Sistema de Justiça, no tocante à segurança pública, especialmente quanto aos presos provisórios, penas alternativas, audiências de custódia, casos de reincidência múltipla, etc.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.

BOLETIM POLICIAL VALE DO JAGUARIBE - 18/12/2017: Homicídio a bala em Icapuí, prisão por roubo e apreensão por arma de fogo em Aracati.

Neste domingo, dia 17, por volta das 23h, na localidade de Santa Tereza, zona rural, PMs foram informados de que cerca de quatro indivíduos...