quarta-feira, 24 de maio de 2017

DELEGADOS FEDERAIS Combate à corrupção é tema de seminário no Ceará. Delegados federais de todo o País se reúnem em Fortaleza para discutir mecanismos de combater a corrupção no setor público.

Delegados federais de todo o País se reúnem em Fortaleza para discutir mecanismos de combater a corrupção no setor público. O Encontro Nacional de Chefes e Autoridades Policiais Especialistas nas Áreas de Combate à Corrupção, Crimes Financeiros e Lavagem de Dinheiro começou ontem e segue até a próxima sexta-feira (26), na capital cearense, com a presença de 70 delegados da Polícia Federal (PF).

No primeiro dia, a primeira palestra ofertada foi do Serviço de Repressão a Desvios de Recursos Públicos (SRDP), que coordena todas as delegacias regionais de combate à corrupção. A Divisão de Repressão a Crimes Financeiros (DFIN), que coordena as delegacias regionais de combate a crimes financeiros do País, e delegados que tenham comandado operações de combate à corrupção, crimes financeiros e lavagem de dinheiro, também se apresenta no Encontro.

Membros da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas da União (TCU) estão presentes e mostram o papel dos órgãos nas investigações contra crimes financeiros.

"O encontro é extremamente importante porque a gente consegue fazer troca de informações, passar resultados do ano passado e também cobrar atuações para o futuro. Para exatamente focar esforços no que a gente acha mais importante", afirmou o chefe do SRDP, delegado federal Rolando Alexandre de Souza. O chefe do DFIN, delegado federal João Vianey Xavier Filho, conta que o Encontro é uma oportunidade para "alinhar as condutas" das delegacias regionais de combate a crimes financeiros. "O objetivo do Encontro é justamente mostrar quais são as práticas que estão sendo identificadas no curso das investigações, compartilhá-las e alinhar nossas condutas no sentido de análises financeiras, bancárias e patrimoniais, que são muito complexas, demandam muito tempo e recursos. É procurar quem está conseguindo entregar um melhor resultado num tempo rápido, revelou o delegado João Vianey.

O superintendente da Polícia Federal no Ceará, delegado federal Delano Cerqueira Bunn, enalteceu que o compartilhamento de informações promovido pelo Encontro busca aperfeiçoar as investigações. "Eu costumo dizer que cada inquérito da Polícia Federal contra corrupção descobre um pedaço do Brasil que não deu certo, uma política pública que não avançou em razão da malversação (má administração) do dinheiro público. Mas, ao mesmo tempo, através da responsabilização criminal e das medidas assecuratórias, nós podemos restabelecer a correção de rumos para o nosso País", apontou Delano Bunn.

O Encontro Nacional acontece em um momento que o alto escalão da política nacional está em xeque, com denúncias, afastamentos e prisões de políticos que são investigados pela Operação Lava Jato, por práticas criminosas como a corrupção e a lavagem de dinheiro.

Fonte: Diário do Nordeste

EXCLUSIVO: pistoleiro cearense envolvido no assassinato de radialista em Limoeiro do Norte é morto em Tocantins

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017 3972 Atualizado em 18/10/2017 Wanderley Nogueira estava foragido do Ceará desde 2003 e morreu no sába...