terça-feira, 9 de maio de 2017

FUNCEME Chuvas permanecem escassas no Estado do Ceará. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou, entre as 7h de domingo e 7h de ontem, chuvas em 26 municípios. As três maiores precipitações ocorreram em Sobral (35.8mm), Paracuru (31mm) e Fortaleza (23.6mm). O Estado enfrenta um veranico que se prolonga em várias regiões desde a segunda quinzena de abril.

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou, entre as 7h de domingo e 7h de ontem, chuvas em 26 municípios. As três maiores precipitações ocorreram em Sobral (35.8mm), Paracuru (31mm) e Fortaleza (23.6mm). O Estado enfrenta um veranico que se prolonga em várias regiões desde a segunda quinzena de abril.

No último domingo, a Funceme observou chuva em apenas nove cidades, de reduzida pluviometria, inferior a 13mm. Para hoje e amanhã, o tempo deve permanecer com nebulosidade variável e há chances de ocorrer chuvas isoladas em todas as regiões do Estado.

A nebulosidade sobre o Ceará está associada a áreas de instabilidade que se formam sobre o Oceano Atlântico, e se deslocam em direção ao continente, de acordo com explicações de meteorologista da Funceme, Raul Fritz. O principal sistema indutor de chuvas no Ceará, neste período do ano, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), permanece afastado da costa norte do Nordeste brasileiro, padrão observado durante os últimos dias.

De acordo com o Portal Hidrológico da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), foram registrados, ontem, aporte de apenas 1,5 milhões de metros cúbicos em 31 açudes, destacando Acarape do Meio, Angicos e Jaburu II. O reservatório São José III entrou em volume morto.

O volume atual médio nos 153 reservatórios monitorados pela Cogerh no Estrado é de 12,6%. No momento há dez açudes sagrando, 38 continuam em volume morto e 17 permanecem secos. Estão transbordando os seguintes reservatórios: Acaraú Mirim (Massapê); Angicos (Coreaú); Gameleira e Quandu (Itapipoca); Itabebussu e Maranguapinho (Maranguape); Itaúna (Granja); São Pedro Timbaúba (Miraíma); Tucunduba (Senador Sá); e São Vicente (Santana do Acaraú). Os açudes que estão transbordando ficam na região Norte, nas bacias do Acaraú, Coreaú e Litoral.

As chuvas na atual quadra não foram suficientes para a recarga dos médios e grandes reservatórios. Os três maiores reservatórios do Estado (Castanhão, Orós e Banabuiú) perderam volume e aumenta o risco de desabastecimento em importantes cidades e a dependência das águas de transposição do Rio São Francisco.

As chuvas irregulares e os veranicos observados desde o dia 15 de abril também afetam a safra de grãos em várias regiões Ceará, que registra perda em diversas regiões.

Fonte: Diário do Nordeste

Jovem morre vítima de acidente em Ibicuitinga

     Jovem morre vítima de acidente em Ibicuitinga Segundo informações da Polícia Militar, por volta de 5h da manhã deste domingo (10...