domingo, 14 de maio de 2017

HOMICÍDIO EM CRATO Ex-presidiário que tentou matar desafeto terça-feira em Crato foi morto esta madrugada. O ex-presidiário Jorge Yuri Rocha da Silva, de 25 anos de idade, que era apelidado por “Joca” e morava na Rua 7 de setembro, 423 (Bairro Santa Luzia) em Crato, foi morto a tiros por volta das 04h30min deste domingo.

O ex-presidiário Jorge Yuri Rocha da Silva, de 25 anos de idade, que era apelidado por “Joca” e morava na Rua 7 de setembro, 423 (Bairro Santa Luzia) em Crato, foi morto a tiros por volta das 04h30min deste domingo. O crime aconteceu na Rua Gerson Zabulon em frente ao número 252 e perto da Capela de São Sebastião no bairro São Miguel naquele município.

A vítima respondia por três crimes de violência doméstica e deixou a cadeia pública recentemente após tentar matar um desafeto na manhã da última terça-feira, dia 9, no interior do Mercado Walter Peixoto no centro de Crato. Ele lesionou com uma facada no tórax Wellington Costa Herculano, de 21 anos, residente no Sítio Rodeador (Distrito de Ponta da Serra) em Crato quando terminou preso por Guardas Municipais e entregue a militares da Força Tática de Apoio (FTA).

Este foi o segundo homicídio do mês de maio em Crato e o 22º do ano no município. O outro aconteceu na noite do último domingo, dia 7, tendo como vítima o adolescente William Queiroz dos Santos, de 17 anos, que residia na Travessa Monsenhor Lima (Bairro Pinto Madeira) em Crato. Ele foi morto a tiros na Rua Raimundo Bezerra de Farias do bairro Alto da Penha e respondia procedimento por assalto à mão armada.

Demontier Tenório

AGRESSÃO EM ESCOLA Promotora pedirá internação de estudante que agrediu professora em Santa Catarina. Como o aluno é reincidente, ela planeja "uma medida mais dura". O caso ocorreu nesta segunda-feira (21)

por Folhapress Marcia Friggi dá aulas de português em mais de uma escola de Indaial, há 12 anos. Ela ficará sete dias em casa, de atestado...