terça-feira, 23 de maio de 2017

MUNDO Professora é presa acusada de estuprar 3 alunos menores de idade. A acusada, além de praticar sexo com as vítimas, ainda mandou fotos íntimas para outros alunos.


Especialista em Brasil

SEGUIR

Revisado porEdimarcio Augusto Monteiro

Uma professora do Canadá foi condenada a dois anos de prisão e mais dois anos de prisão condicional, na sexta-feira (19), por ter relações sexuais com três de seus alunos adolescentes e enviar fotos nuas para outros estudantes. Conforme informações, na época, algumas das suas vítimas tinham 13 anos de idade. De acordo com informações divulgadas pela imprensa canadense, a professora foi identificada como Jaclyn McLaren, de 36 anos, que foi considerada culpada em 42 acusações relacionadas a sexo[VIDEO] com estudantes.

A mulher também se declarou culpada de exploração sexual ao atrair menores para a sua residência, possuir material de pornografia infantil e de divulgar material de sexo explícito para menores de idade.

De acordo com informações repassadas pela polícia, a Jaclyn teve relações sexuais com os três meninos quando dava aulas de francês para eles.

Segundo a polícia, em 2014, a mulher teria comprado cerveja e consumiu com dois adolescentes e, em seguida, teve relações sexuais com eles em seu veículo. No veículo da acusada, a polícia encontrou provas de DNA de uma das vítimas.

Quanto ao terceiro rapaz, ela teve relações sexuais com ela em sua casa quando completou 18 anos. Os policiais encontraram evidências desse incidente particular através de mensagem enviadas para a vítima.

A promotora Lynn Ross relatou que em 2013 os patrões da Jaclyn disseram para ela não ser amiga de seus alunos nas mídias sociais. Mas a professora começou a enviar fotos e vídeo nua para os estudantes. A promotora acrescentou que oito vítimas que receberiam material explícito [VIDEO] de Jaclyn McLaren e seis delas eram seus ex-alunos.

Uma investigação foi iniciada em fevereiro de 2016 depois que a mãe de uma das vítimas ficou desconfiada da relação entre seu filho e acusada. Ela disse que os atos predatórios da mulher acusada eram repugnantes.

Segundo a imprensa local, a professora poderá estar em liberdade condicional em dois anos, mas estará proibida de entrar em contato com as vítimas e com os familiares delas.

A professora também está impedida de usar qualquer forma de mídia social. Ela será obrigado a se registrar como ofensora sexual[VIDEO]pelo resto de sua vida. A condenada também está proibida de frequentar lugares públicos onde crianças possam estar presentes por pelo menos um ano após a sua libertação. O juiz Stephen Hunter disse que as ações de Jaclyn McLaren foram "significativas e problemáticas" na escola onde dava aula. #Crime #Investigação Criminal#Casos de polícia

VAGAS ​Oportunidade de Emprego​ ​(Aracati, Limoeiro, Morada Nova e Russas)​ 23/10/2017 2ª Feira

VAGAS ​ Oportunidade de Emprego ​ ​ (Aracati, Limoeiro, Morada Nova e Russas) ​ 23/10/2017   2ª Feira   📅